Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

O último de 2018

Já tinha saudades de distorcer edifícios. E gostei deste contraste entre as linhas direitas do prédio mais recente e das curvas e detalhes do velhinho em segundo plano... até porque esta disposição vai ao encontro de algo que me intriga... sendo eu apenas um observador, me questiono porque na arquitectura o belo (ainda que o que o é ou não seja subjectivo) é deixado tão para segundo plano em relação ao mais prático e utilitário. Aliás esta é uma questão que me interessa, até porque me parece transversal a outras áreas, nomeadamente na arte contemporânea. Mas isto seria uma longa conversa...


1 comentário:

Rosário disse...

Bem bonito com estas cores!