Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

A luz no passadiço do "Parque do Tejo"

Este mês de Janeiro tem-nos proporcionado dias luminosos irresístíveis para pintar "ao relento".

Ontem, sem dar por isso, quase congelei no Parque do Tejo a pintar (diretamente em aguarela) esta magnífica luz de fim de tarde.

Aconselho a que façam também este percurso inspirador do passadiço que vai ao longo do sapal, desde o Parque das Nações até à foz do Trancão.


4 comentários:

Zita disse...

Belíssimo!
Aproveitando a luz, valorizando as tonalidades..
Continua pfv☀️

Maria Leonor Janeiro disse...

Muito luminoso
Leonor Janeiro

André Duarte Baptista disse...

gosto muito da luz e do enquadramento. parabéns

Fefa disse...

Obrigada :-)