Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Desenhar Com (XV) António Eduardo Soares de Sousa_03


(Lápis de cor, caneta califráfica e Aguarela)                                                                                                                                        «insitu»

O fundo da praia


terça-feira, 18 de junho de 2019

Foz do Arelho


Encontro de diários gráficos: Gulbenkian


Este sábado temos encontro de garden sketching marcado para os jardins da Fundação Gulbenkian.
Aquele espaço verde incrível no meio da cidade já estava com saudades de um encontro USkP!

Mais informação aqui.

Apareçam!

Desafio 102 - Desenho Surdo


Não sei se conta para o desafio.,. é um desenho de 2012, algures nos céus haitianos.

Desenhar Com (XV) António Eduardo Soares de Sousa_02

(Lápis de cor, caneta califráfica e Aguarela)                                                                                                                                        «insitu»

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Vem aí o verão

   Duas meninas apanhavam conchinhas na praia da Falésia. Como uma actividade simples dá alegria a duas crianças que assim abandonaram os telemóveis.

Leonor Janeiro

Fonte Monumental da Alameda



Só o som das cascatas de água que caem no lago das estátuas assusta. A névoa levantada pela força da água espalha-se pelo ar e entranha-se na pele. Quando em pleno funcionamento a Fonte Monumental da Alameda também conhecida por Fonte Luminosa não nos convida a aproximar e apreciar os baixos relevos da autoria de Jorge Barradas.

Pavilhão de Portugal

Um carvalho nos jardins do Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações.
No âmbito da Residência de Desenho do Festival Partes 2019.

Somerville

(Boston-Massachusetts) São impressionantes as puxadas electricas!

Desenhar Com (XV) António Eduardo Soares de Sousa_01

   
O 50º encontro USk Açores foi no Mercado da Graça e consistiu num Desenhar com António Eduardo Soares de Sousa um arquiteto que se dedica -apaixonadamente- ao desenho e à pintura
Sábado de manhã, em hora de grande movimento, entrámos no Mercado da Graça para desenhar, foi interessante e difícil. O mercado é um espaço tão rico como complexo.  Desenhar no meio das pessoas provocou interação entre nós, os  vendedores e as diversas pessoas que lá passaram. O grupo foi aumentando gradualmente, ficou muito composto como se pode ver na fotografia.

(Lápis de cor, caneta califráfica e Aguarela)                                                                                                                                        «insitu»

domingo, 16 de junho de 2019

Natal - Diário de Bordo, parte II


27.05.2019
 


 O Almoço foi no Jabá, um restaurante junto ao Centro de Congressos e junto à praia.
 
 
 
 
 
 
Eis que chegou a hora da apresentação - O Desenho como Ferramenta de Educação Patrimonial.
 
 
O Dia terminou no Bar 54, num bairro simpático de Natal, para festejarmos o sucesso das apresentações. Um bar com um ambiente tranquilo e descontraído, com um jardim exuberante, boa música e excelente atendimento.
 
 

Joaquim Espadaneira

No próximo sábado, com o Joaquim Espadaneira, dia 22 de Junho das 15h às 17h30, terá lugar mais uma sessão do “Vamos desenhar com…” no Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa.

Apareçam!


Retratos urbanos

Comprei uns tubos de gouache e decidi experimenta-los em um dos desenhos. Gostei bastante da experiência e acho que os vou utilizar bastantes mais vezes daqui em diante.



Uma fatia de uma panorâmica

Um desenho feito na 2af a seguir ao encontro"Sabores de desenho" em Castelo Branco, no piso superior do Museu Cargaleiro. So consegui ir ao 1º dia do encontro e na verdade pouco ou nada desenhei, pelo que tinha que estrear o caderno que foi dado a cada participante no início do encontro.
Enfim, no encontro saboreei sobretudo os desenhos e as palavras dos outros no que foi um dia bem porreiro.

Percorrendo as ruas de Aveiro


No Porto a desenhar com os PoSk

Ontem estive pelo Porto e fui desenhar com os PoSk que celebravam o terceiro aniversário, e inauguravam uma exposição de desenhos. É sempre bom o convívio, e no Porto temas bonitos para desenhar não faltam! Mesmo com os Clérigos a desafiarem-me para ser desenhados, não resisti a esta estátua representando o rapto de Ganimedes, que na mitologia grega foi um jovem raptado por Zeus, que depois se apaixonou por ele...
O autor desta escultura na Praça da República é Fernandes de Sá.


World Trade Center

New York

Praia Azul

"Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz...

Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim."
Sophia de Mello Breyner Andresen
 

sábado, 15 de junho de 2019

Hospital de dia II


Quando esperamos que o médico se atrase... é quando ele chega cedo.

Eat & Draw_02

As entradas e as sobremesas (sempre especiais) intercalaram o prato principal, que no meu caso foi um soculento lombo de atum... desenhei-o num prato de papel e ofereci ao restaurante como agradecimento pelo acolhimento dado ao grupo USk Açores. Sentámo-nos à entrada a acabar alguns desenhos e à espera Rui Ramos e da Raquel Silva, os donos da Tasca, para nos despedirmos (...) à socapa ainda tentei apanhar as amigas «conversadeiras»:  Ana Zeferino Arruda,  Lúcia Couto e Helena Monteiro.  Fizemos a foto de grupo e a partilha dos desenhos e combinámos encontro no Mercado da Graça para a semana a Desenhar com o Arquiteto António Eduardo Soares de Sousa.


(Lápis de cor, caneta califráfica e Aguarela)                                                                                                                                             «insitu»

Os sítios de lindas cores, da América!



sexta-feira, 14 de junho de 2019

Cocheira do Santos Jorge -Estoril


Quando eu cheguei à América


Feira do Livro de Lisboa

Dia 17 : As melhores farturas da feira

Dia 14 : Pessoas a ler

Dia 15 : Pessoas a ler

Dia 16 : Pessoas a ler

Évora Monte


Cemitério de Agramonte

Uma tarde no Cemitério de Agramonte, no Porto, com uma oficina orientada pelo Mário Linhares. Foi pouquinho o tempo, este cemitério é mesmo muito bonito para ser desenhado. Para Setembro há mais :)

Eat & Draw_01

O nosso 49º encontro foi um Eat & Draw, na Rua do Aljube nº 16, no restaurante a TascaSabe-se que aquele lugar entre 1547 e 1832 foi uma prisão eclesiástica (as grades das janelas são um desses vestígios). Recebia padres cujas condutas eram consideradas desadequadas. Trabalhavam os presos, para dar lucro ao estado, sanando consequentemente os pecados da igreja. Uma Tasca é um estabelecimento modesto que vende bebidas e refeições (...) esta, em particular é um restaurante que serve excelente comida, alguma «com sotaque» e a bom preço. Recebe muitissimo bem os clientes mantendo a qualidade ao longo dos anos.
À entrada estavam expostas algumas baleias da Dagmar Mehlis-Doering, a autora da  «baleia emigrante» - feita em ganga reciclada e com padrão de hortências na barriga - este boneco de pano presta homenagem ao espírito viajante do povo Micaelense e constui, a associação a Paulina Amral, a Fábrica da Baleia de Ponta Garça... gostei imenso dos objetos.
Plantei-me com a Joana Franco entre as portas da cozinha e da despensa, ficámos ambas fascinadas com o ambiente, ritmo e oganização das pessoas... ainda fomos conversando sobre as coisas do dia a dia, gostei daquele bocadinho e de tudo o resto.
Os desenhos fi-los todos no sitio, mas a alguns tive de dar cor posteriormente... prefiro que isso ocorra no local, construindo o desenho, gradualmente, com a cor para evitar ter de os «colorir». Depois o Rubén Monfort veio ao nosso encontro, estava na hora do almoço...

(Lápis de cor, caneta califráfica e Aguarela)                                                                                                                                                      «insitu»

Rua da Páscoa