Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Quinta da Boa Esperança

Mais colagens no workshop da Ana Luisa Frazão, no 4 Encontro Internacional de Desenho de Rua

Palácio da Cidadela 4 - o Pátio de Honra

Neste dia triste e chuvoso aproveito para publicar outro desenho que fiz no encontro organizado pela Isa para desenhar a Cidadela de Cascais (tivémos tanta sorte com o dia luminoso que estava!).



Quinta da Boa Esperança


Com a Ana Luísa Frazão e  Rosa de Trias em Torres Vedras.




Adorei  fazer as colagens

Mercado das Flores em Braga

Praça do Município em Braga

Quinta da Boa Esperança

Fazer colagens com a Ana Luísa Frazão e  Rosa de Trias em Torres Vedras! Muito divertido!

desenhar Torres Vedras sobre o mapa da cidade


Quinta da Boa Esperança


Colagens, no workshop das Ana Luísa Frazão e Rosa de Trías.
4º Encontro Internacional de Desenho de Rua. Torres Vedras.


terça-feira, 30 de outubro de 2018

4º Encontro Internacional de Desenho de Rua - Torres Vedras

Fim de semana bem passado, regado e abençoado, com boa disposição e muitos desenhos.
Excelentemente organizado, pelo André Duarte Baptista, com a colaboração da Câmara Municipal de Torres Vedras. Este encontro inseriu-se nas Festas do Concelho e pelo facto de Torres Vedras, ser capital do Vinho. Fomos muito bem recebidos pelos donos das Quintas que visitámos e desenhámos, onde nos serviram provas dos seus vinhos e refeições bem elaboradas.


Na antiga Junta Nacional do Vinho, agora Instituto da Vinha e do Vinho.
Ainda no I.V.V., um destilador de grandes dimensões.
Na Quinta da Boa Esperança, sob forte ventania e frio.
Na Casa da Ribeira, um alambique de grandes dimensões.
Ainda na Casa da Ribeira, uma tentativa de pessoas (Sketchers).
Na Quinta de S. José, no Vale da Capucha, a adega.

Melgaço

As muralhas de Melgaço desenhadas durante a Residência Artística no âmbito do SKETCHING COM HISTÓRIA

Sofia Gomes

É já no próximo sábado dia 3 de Novembro às 15 horas que a Sofia Gomes vai dar continuidade ao ciclo de oficinas "Vamos desenhar com..." a decorrer desde o ano passado no Museu Arqueológico do Carmo.

Tem sido um sucesso. Apareçam!


Dia Internacional dos Museus e Centros de Ciência

41º Encontro USkP Açores
sábado, 10 de novembro de 2018
14:30 às 17:00
Expolab, Lagoa, São Miguel
Os USk em parceria com o Expolab assinalam o Dia Internacional dos Museus e Centros de Ciência com atividades associadas aos poemas de António Gedeão e às experiências de Rómulo de Carvalho.


Contacto para inscrições : urbansketchersazores@gmail.com 

                                           geral@expolab.pt
Etiquetas:
Encontro 41 USkP Açores
São Miguel
Açores
2018

A casinha dos avós


4º Encontro Internacional de Desenho de Rua - Os desenhos "pequenos"


O saco de "prendas" dado pela organização tinha entre outras coisas dois cadernos Hannemulle pequenos que comecei logo a usar. Fiquei fã! Obrigado mais uma vez.




4º Encontro Internacional de Desenho de Rua - Os desenhos "grandes"

Este ano finalmente consegui ir!
O meu muito obrigado a todos e os parabéns à organização pelo excelente evento!


4º Encontro Internacional de Desenho de Rua


Fui pela primeira vez a este Encontro, em Torres Vedras, de que tanto e tão bem ouvia falar. Organizado de forma excepcional pelo André Duarte Baptista fiquei encantada e conto ansiosamente pelos próximos. 
Num ambiente de verdadeira partilha e de franco convívio, fomos recebidos maravilhosamente pelos anfitriões das diversas quintas que visitámos, lugares magníficos propícios ao desenho e à conversa animada. Adorei os exercícios que os formadores nos propuseram e muito embora não tenha conseguido estar todos os dias, não podia ter ficado mais entusiasmada com este ambiente fabuloso. Obrigada a todos!







segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Para encher a alma o 4º Encontro Internacional de Desenho de Rua

o meu primeiro desenho.
Foi um encontro cheio de boa companhia, de experiências, de risos, de trocas e partilhas, de bons desenhos, de três dias inesquecíveis. Obrigada ao André Duarte Batista e já estamos à espera do próximo!!!     

4ºEncontro Internacional de Desenho de Rua

As conferências.
Os meus agradecimentos ao André por nos proporcionar estes dias fantásticos.

4 Encontro Internacional de Desenho de Rua

Um fim de semana muito bem passado em Torres Vedras.
Mais uma vez uma excelente organização. Obrigado ao André e à fantástica equipa.
Aqui desenhando na Casa dos Avós, onde poderíamos passar todo o fim de semana desenhando (mas depois não veríamos ou outros tão bons lugares).

Desenhar com (XII) Vanessa Branco



Ontem, em Ponta Delgada, desenhámos com a Vanessa Branco, no atelier Patati Patata. A Vanessa Propôs que fizéssemos - pelo menos - um desenho para partilha real e disponibilizou -algumas folhas soltas para, que no final, pudéssemos trazer um desenho de outra pessoa. Assim foi, comecei por desenhar no papel Craft, fornecido pela anfitriã. O desenho da direita deixei-o com a Vanessa e trouxe comigo o da esquerda onde a Vanessa introduziu colagem. 
O estúdio integra-se no «Quarteirão», com uma das frentes a dar para a praça comunitária, como alguns passaram a identificar a travessa logo após a intervenção do festival Walk&Talk há uns anos atrás. A outra frente é no n.33 da Rua d'Água e é lá que a Vanessa partilha o espaço com o Stéphane Bourbeau, outro artista. Em parceria produzem objetos de arte, design e também dão aulas de desenho.
O nosso 40º encontro foi uma tarde bem passada, obrigada Vanessa, pela partilha, pela disponibilidade e pelo acolhimento!
 (Aguarela, marcador, grafite e lápis de cor)                                                                   «in situ»

Fortaleza de Santa Maria, Portinha da Arrábida


Galiza

O Grove a partir da ilha da Toxa
Marcador : Canetas de Feltro



Desenhar por desenhar... do Rossio aos Restauradores - domingo dia 4 de Novembro

Do Rossio aos Restauradores há muito para desenhar, para conversar, ou até mesmo para abrigar, se for caso para isso. Há castanhas quentinhas e boas, as fontes monumentais do Rossio, e número infinito dos mais variados temas.
 
Domingo dia 4 de Novembro, mais um Encontro "Desenhar por desenhar...", das 15:00 às 17:00.
 
Ponto de encontro: 15:00 na escadaria do Teatro D.Maria II no Rossio.
 
Apareçam!!
 

domingo, 28 de outubro de 2018

Coimbra


Há duas substancias que permitem pintar rapidamente e de que gosto, uma de beber e outra não - café e vieux chêne. 
Pinta-se muito rapidamente. Esta imagem foi feita com vieux chêne, que seca depressa e dá para carregar um pouco mais quando é preciso.

Capela do Monte, Estrada de Barão de São João, Lagos

Desenho realizado na visita à Capela do Monte de Álvaro Siza, no âmbito do programa paralelo do 15.º Congresso dos Arquitectos em Lagoa, no dia 26 de Outubro.


sábado, 27 de outubro de 2018

10x10 Makeup and Sketching...

Hoje praticámos as semelhanças entre a Maquilhagem e o desenho de figura, com o Pedro Loureiro, num estúdio "muito profundo": a Lisboa Makeup School. Foi uma manhã bem passada!

Junto alguns sketchs com sombra a aguarela e/ou canetas.




Ciclo de desenho Micro, Mega, Giga, Tera - Fundação Calouste Gulbenkian

Antes de finalizar a sessão de desenho, o objetivo era cortar em quadradinhos a folha de papel vegetal com os decalques. De seguida, "misturar" os quadradinhos e colá-los no caderno não de uma forma aleatória mas de uma forma que nos dissesse algo...
Como estava na hora de terminar, a proposta final era em casa colar os restos do papel vegetal decalcado.

Mas que grandes texturas visuais!


Ciclo de desenho Micro, Mega, Gira, Tera - Fundação Calouste Gulbenkian

Hoje no Ciclo de desenho a proposta foi:
- Desenhar quatro quadrados e dentro de cada um desenhar a textura de quatro árvores diferentes.
- Dividir uma folha de papel vegetal em quatro partes e decalcar as texturas das árvores que foram desenhadas.
- Transferir o decalque das texturas do papel vegetal para o caderno com os desenhos.
- Na mancha que ficou, desenhar árvores e vegetação (vista de um jardim interior).
- Conclusão:
Apesar de o desenho nos parecer uma "mancha" ou algo que ficou mal, é sempre possível fazer um desenho ficando o que nos parece menos bem em segundo plano.
" Um desenho só está acabado quando já não sei o que fazer mais!"

Grandes lições e ensinamentos!

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Marina de Cascais

Vista da marina da muralha do Palacio da Cidadela num fim de tarde muito luminoso.
Leonor Janeiro

Curso de urban sketching na Academia de Pintura Parque das Nações


O artista Carlos Marques é também o dinamizador da Academia de Pintura Parque das Nações. Desde o ano passado que o Carlos vem convidando desenhadores, artistas e urban sketchers para dar cursos breves no seu espaço. Tive a honra de ser o formador convidado para Novembro de 2018.

Ao longo de quatro aulas em quatro sábados de manhã (10, 17, 24 de Novembro e 1 de Dezembro), iremos abordar vários temas, práticas e exercícios de desenho que caracterizam a minha forma de observar e representar o mundo em diários gráficos.

As aulas irão tratar do desenho de ambientes e de pessoas. Iremos viajar pelas aprendizagens mais influentes no meu trabalho, bem como pela banda desenhada, ilustração, arquitectura e cinema.

São bem vindos desenhadores principiantes e intermédios. Também são bem vindos todos os materiais de desenho e todos os suportes, com preferência para o diário gráfico com um bom papel de aguarela, a caneta com tinta à prova de água e um conjunto de aguarelas.

Inscrições aqui.

Palácio da Cidadela de Cascais 3 - a vista

Aproveito este intervalo para publicar mais um desenho que fiz no encontro de sábado passado, na Cidadela de Cascais. Outra vista deslumbrante sobre a baía de Cascais, desta feita a partir de uma janela, no último piso do Palácio onde foram os aposentos do Rei D. Carlos.