Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Simpósio_Sketchwalk2

Dia 19 de julho: Sketchwalk 2 foi nos Leões, durante a manhã. Desenhei os Leões, claro. Ainda apanhei, no meu desenho, o João Albergaria que se veio plantar em frente ao meu modelo. Aposto que fez uma daquelas suas panorâmicas - incríveis - a caneta.
Foi o Pedro Cabral que, simpaticamente, reuniu as pessoas para a fotografia de grupo, muitos não se aperceberam (da antecipação) e permaneceram a desenhar.
Depois desci até à Lello, já que não a tinha desenhado na véspera.
Parece que o turismo tomou de assalto a cidade, a fila de pessoas para entrar na livraria dobrava a esquina (...) fiquei-me pelas memórias de um passado distante, foquei-me no ambiente exterior, na multidão e... fui almoçar.


 (Aguarela, marcador, grafite, carimbo e lápis de cor)                                                        «in situ»





2 comentários:

Pedro disse...

Boa. A Malta do sketchwalk.

Rosário disse...

Boas memórias!