Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 12 de agosto de 2018

Simpósio_ Sketchwalk3



Dia 20 de julho: Sketchwalk 3 (Sé). Fui cedo, tomei café nos Aliados com tempo para desenhar um dos quiosques que por ali proliferam. Corri para São Bento, havia muitos turistas na estação, mas não vi muitos seketchers estranhei, contudo comecei a desenhar. Apareceu uma ou outra pessoa de caderno em punho, mas em número
pouco convicente. Tentei esclarecer a minha dúvida (por telefone) mas não consegui, li e reli o programa e sei lá porque motivo cometi sempre a mesma distração, associei (erradamente) as cores aos eventos e só por volta das 13:00 é que percebi que me tinha enganado no local, fui a correr à Sé... cheguei tarde, estavam todos de saída. Fiquei furiosa comigo e fiz um registo muito rápido de modo a ter tempo para almoçar sem perder o workshop da tarde. Voltei a ler o programa para evitar outros enganos.

Olhando retrospetivamente, não me arrependo de ter ficado na estação a desenhar. O sketchwalk previsto para São Bento foi coincidente com uma das oficinas em que me inscrevi, antes assim.

(Aguarela, marcador, grafite, carimbo e lápis de cor)                                                             «in situ»

3 comentários:

Mário Linhares disse...

É muito fácil acontecerem desencontros no Simpósio, mas também são eles que nos fazem encontrar pessoas novas e ir a locais inimagináveis! ;)

Alexandra Baptista disse...

É verdade Mário.

Isa Silva disse...

Desenhos e fotos uauu! :-)