Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 24 de julho de 2018

Simpósio Porto 2018 - Livraria Lello

Hoje vou fazer como nos filmes e andar um dia para trás. É que embora o grande impacto tenha acontecido na abertura, o Porto já tinha atividades e sktechers espalhados por vários locais na terça. Um desses locais foi a Livraria Lello. Concretizei o sonho de desenhar a livraria sem ter 3000 pessoas em meu redor. A atividade foi feita durante a noite e por isso pude sentar-me no chão da livraria, algo impossível durante o dia. Não foi preciso entortar nada porque as escadas são mesmo assim.

7 comentários:

ana frazão disse...

Adoro, no primeiro o inesperado da composição, as curvas e os brancos.

teresa ruivo disse...

Ficaram optimos! Manda-lhes ok?

Rosário disse...

Muito bom!

Rodrigo Briote disse...

Muito bom o pormenor da escadaria

Pedro Alves disse...

Tu ainda conseguiste entortar aquela porra que já é torta o suficiente ;)

hfm disse...

Eu, quando for grande também quero desenhar escadas assim ;)

Isa Silva disse...

(suspiro) Adorava ter ido a esse espaço lindo!