Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Ria de Aveiro

Ao longo do passadiço que começa em Esgueira e se prolonga por 23km até Estarreja, há muito de Ria para se respirar e contemplar...

(...eu ainda só fiz 5km :D e desta vez regressei com escaldão nos braços que é para aprender a ter juízo! )



6 comentários:

Pedro disse...

Muito bonito.

Pedro Alves disse...

TOP!

Bruno Vieira disse...

Que calmaria, até se notam os mosquitos :)

Miú disse...

O escaldão foi um preço menor a pagar por este lindo desenho, Suzana! (Mas a próxima, protector!) :)

João Santos disse...

Isto é que é técnica! A vegetação, a textura da água... muito bom!

Suzana disse...

Obrigada :)