Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 10 de junho de 2018

Desenhar com... Rita Catita

A Rita Catita atrai multidões, ela tem aquela forma muito emotiva de falar do seu percurso no desenho e surpreende sempre pelo entusiasmo que demonstra ao falar das circunstancias dos seus desenhos, das viagens, das pessoas, do parar para desenhar e das histórias.
Não sei como é que a Rita ainda não tem desenhos em livro,  a sua interpretação da realidade é uma melodia de forma e aroma cromaticamente doce, merece uma publicação.
O desafio lembrava-nos de escrever, de associar palavras, memórias, historias ou referências como nos diários antigos. Como já tinha tido umas dicas, já o tinha experimentado aqui.

Eu não estou habituado a tanto calor humano...  fui procurar um lugar calmo mas Lisboa naquela zona já não tem a mesma atmosfera, mesmo nos recantos mais escondidos.


No fim, houve uma partilha de histórias e passamos todos com distinção :D
Parabéns e obrigado Rita Catita!

1 comentário:

Rita Catita Afonso disse...

Obrigada Bruno. Para além de desenhares muito bem, escreves com muito sentimento. Acolhe bem os fregueses que te mandei para os Oeste Sketchers, please!