Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 10 de junho de 2018

Caderno de Viagem Brasil 2018 - Dia V

22.05.2018 Fazenda do Pinhal
 
Saí cedo de Araraquara, rumo a São Carlos, mais precisamente a Fazenda do Pinhal. O clima estava tenso na cidade, começava a sentir-se os efeitos da greve dos camionistas: falta de combustível, trânsito quase parado, falta de mantimentos em alguns estabelecimentos…
Apesar de tudo, chegamos bem a Casa do Pinhal, onde fomos extraordinariamente recebidos pela Denize, diretora do Centro de Estudos da Casa do Pinhal.
 
Depois de uma visita guiada e de um almoço ao som dos pássaros e da água a correr pelas canaletas (as nossas levadas), despedi-me dos companheiros de viagem para ficar aqui em residência durante 5 dias: desenho, workshops de desenho de observação; palestras sobre desenho e património… vida difícil…
 
 
 
 
 
 

O primeiro dia foi pouco produtivo em relação ao desenho. Cada canto é um hino ao espanto, sendo muito difícil escolher "aquele enquadramento".

1 comentário:

teresa ruivo disse...

Muito coloniais. Muito giros.