Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 6 de maio de 2018

Cidade aldeia





Estou a viver pela primeira vez num apartamento só para mim, no 19° andar desta cidade de arranha céus. Mas lá em baixo há um grande jardim e quase parece que estou numa aldeia, os vizinhos todos se conhecem e cumprimentam, as criancinhas andam meias despidas a correr e a noite as velhotas todas ligam o karaoke e ficam a dançar, em altas coreografias sincronizadas. Qualquer dia, junto-me a elas (por enquanto fico num canto a desenhar).

6 comentários:

Suzana disse...

Que experiência gira!!

AB disse...

que sonho!...

Eduardo Salavisa disse...

Grande aventura. E esta série de desenhos com pauzinhos está a ficar fantástica.

João Santos disse...

Quase parece uma BD!

José Louro disse...

Direi mesmo mais, fantástica.

Rosário disse...

Muito giro!