Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Teatro + Croissant

Dia de passeio em família até à Baixa de Lisboa para assistir ao musical Aladino de Filipe La Féria, a pedido dos mais novos que constantemente lembravam os pais que queriam ver o mais famoso dos génios ao vivo e a cores. Foi no teatro Políteama que se deu o espectáculo e para deleite de um desenhador, fiquei na tribuna cá em cima, com uma vista fantástica para toda a sala que rapidamente foi parar ao meu bloco. 
 
Depois, apenas na companhia da mulher e filha, fomos comer os famosos croissants da Fábrica Lisboa, ali na Rua da Madalena. Para além dos croissants não desapontarem, todo o espaço é um regalo para a vista dos portugueses mais velhos, que podem ver de perto, vários objectos "vintage" que eram uma constante nas nossas casas em tempos de outrora. Tive de explicar à minha filha de 5 anos o que era uma máquina de escrever, um computador portátil como o que desenhei e mostrar os famosos boiões de cozinha que todas as nossas avós tinham nas suas casas.  

6 comentários:

Pedro Loureiro disse...

Ganda perspectiva do teatro, e ganda curássã!!!

Marcelo de Deus disse...

A tua filha há-de folhear os teus cadernos e ver-se a crescer nele por entre ...mil folhas...

Sofia Gomes disse...

O desenho do teatro está incrível!! E o do café está assim qualquer coisa do outro mundo... já nem sei o que dizer...

João Santos disse...

Eh realmente, o que é que uma pessoa vai dizer de novo... és um Jonas do sketch pah!

Bruno Vieira disse...

Estão mesmo bons, a luz do teatro está mesmo bem apanhada e a mistura de cores no café resulta tão bem.

Pedro Alves disse...

Obrigado a todos!

João: Ser comparado ao Jonas é ouro! Obrigado eh eh