Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 29 de abril de 2018

Pelo Jardim Botânico

Aproveitando uma deslocação dos ASk-Aveiro Sketchers à exposição Photo Ark-National Geographic, patente no Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, em cuja área envolvente se situa o Jardim Botânico, alguns elementos do PoSk resolveram associar-se e passar assim um agradável dia de desenho e convívio. Da minha parte, aqui estão os frutos da jornada:

O "Jardim do Peixe", que deve o seu nome ao formato do canteiro central.

Deslumbrante nesta altura com a sua glicínia e colecção de lírios, o Jardim dos "Jotas", assim chamado por causa das sebes em buxo que formam as iniciais de João e Johanna Andresen, avós da escritora Sophia de Mello Breyner que aqui viveu.

O indispensável e convivial almoço.

Da parte de tarde, e porque a fila para a exposição se estendia já pelo exterior, optei por me deixar ficar num tranquilo recanto do jardim. O agravamento do estado do tempo viria entretanto a encurtar este dia de desenho, recambiando para o conforto de casa os últimos resistentes... Mas valeu a pena.

10 comentários:

Rosário disse...

Que desenhos fantásticos!

joao carvalho disse...

Que traço! Que desenhos fantásticos!

Suzana disse...

Que fantásticos!! O último a bic então...

Ketta disse...

Woooowwww!

João Santos disse...

Isto corta a respiração a uma pessoa...

Marcelo de Deus disse...

Isto está a atingir uma dimensão !!!!

Marcelo de Deus disse...

Espera lá, fui ver melhor o desenho. E apetece me outro comentário:fo..-se!

Pedro Loureiro disse...

Que maravilha! Jardins botânicos é contigo!

teresa ruivo disse...

Não sei o que me impressiona mais: a cor' o traço? os sombreados? a transparência? ...é tudo incrível!

João Catarino disse...

Muito booomm!