Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Parque das Nações-panorâmica com reflexos na água

Gosto muito desta vista do Parque das Nações. Aproveitei assim não estar de chuva para a pintar.

Usei os ensinamentos do João Catarino para os reflexos e do Pedro Alves para as tonalidades do céu...e o papel que levei para desenhar também ajudou :-)


5 comentários:

Ana Resende disse...

Muito bonito!!!

Ana Resende

Zita disse...

Muito BOM! Continua,por favor. Pq, já lá escrevia o poeta:a thing of beauty is a joy forever.

Ana Carvalho disse...

Lindas tonalidades, designadamente no reflexo, de uma imagem que já se tornou icónica da nova Lisboa!

Pedro Ribeiro disse...

E isso é que foi aprender pois o desenho está lindo!
Parabéns!

USKP disse...

Que belos reflexos
Leonor Janeiro