Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

MNAA

No Museu Nacional de Arte Antiga está a exposição AS ILHAS DO OURO BRANCO.
É fantástico perceber a riqueza da economia do açúcar e a opulência a que conduziu. Tudo, claro, à custa de trabalho escravo.
O Pão de Açúcar só conheço de fotografias, que nunca fui ao Rio de Janeiro, mas fiquei conhecendo a origem do nome. Pão de açúcar era o enorme torrão em que o açúcar era fabricado, com moldes de barro, para exportação em todas as direcções. A comparação das formas é demais evidente.
Quando a indústria se mudou para o Brasil, o nome foi com ela.

2 comentários:

Bruno Vieira disse...

Registo gráfico e escrito muito interessante.

USKP disse...

Mais um belo sketch. Tenho que ir ver a exposição!

Fefa