Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

No Teatro Taborda




Cheguei tarde, acompanhada do " meu " fotógrafo, que além de acompanhar o que eu ia rabiscando, fotografou alguns dos excelentes trabalhos que se produziram neste interessante espaço, que não conhecia. O interior estava completamente lotado, com toda a gente a desenhar, num ambiente muito acolhedor. Fomos para a varanda exterior, onde a vista sobre Lisboa era imensa, mas onde o frio se começou a fazer sentir à medida que o desenho avançava. Não me perdi na imensidão de Lisboa. Detive-me na colina, onde  no seu topo emerge a monumental Igreja e Convento da Graça.


4 comentários:

Sofia Gomes disse...

Ficou muito bem Rosa! Grande vista!

Isa Silva disse...

Temos de voltar lá :-)

Rosário disse...

Está lindíssimo!

Urban Sketchers Portugal disse...

Com fotógrafo particular e tudo!