Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

11/9

Em NYC já tinha visitado o "ground zero" mas não tinha conseguido ir ao museu.
Da última vez não falhei e não me arrependi. É um Museu muito bem desenhado e muito sentimental, pelo tema e pela forma como é tratado, mas que acaba por transmitir uma mensagem de tolerância e de repugnância por todas as formas de guerra. Como diz o Fausto "... por mais que seja santa, a guerra é a guerra."
No meio de um espaço enorme, junto da original parede de suporte das Torres Gémeas, está a "Última Coluna". Um pilar de fundação que ficou em pé e que foi assinado por muitos bombeiros e voluntários que colaboraram na recuperação do sítio.
Tornou-se um local de contemplação.


5 comentários:

teresa ruivo disse...

O teu desenho é tão bom que nos leva até lá. Obrigada Pedro!

Anónimo disse...

Muito bom!!!! A maneira como resolves os desenhos é notável.
Zé Louro

Pedro Loureiro disse...

Incrível!

nelson paciencia disse...

Este desenho mostra a escala destas colunas de aço, e o respeito que todo aquele lugar transmite. Gosto muito. Também o visitei neste fim do ano e não pude deixar de fazer um desenho.

Pedro disse...

A propósito deste desenho será indispensável visitar o anterior post da Rita: http://urbansketchers-portugal.blogspot.pt/2016/09/nova-york-911-memorial-museum.html
Estivemos em locais opostos em relação à coluna.
E também a excelente escada do Nelson: http://urbansketchers-portugal.blogspot.pt/2018/01/new-york-city.html

Momentos inesquecíveis.