Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Bombarral

O Monbarral, como era conhecido no século XIII (Monte do Barral), já foi uma herdade pertencente ao Mosteiro de Alcobaça, fazia parte de uma grande área, juntamente com Alcobaça, Nazaré e parte das Caldas da Rainha onde os monges de Cister, ordem religiosa de São Bernardo desbravaram terras e desenvolveram a agricultura.
O desenvolvimento desta terra parece ter desacelerado, nesse processo sobreviveram algumas pérolas da identidade desta terra, tanto na vertente construída como no bom costume de bem receber.
É fácil de imaginar o que os monges e camponeses destas terras faziam durante a tarde dos dias mais calmos, é uma terra de vinhas e vinho.
No centro do Bombarral, fiz um registo da casa onde viveu Abel Pereira da Fonseca, foi projectada pelo arquitecto Norte Junior na primeira metade do séc. XX, dá-nos uma atmosfera pitoresca e romântica muito interessante.



Acabou por ser um encontro pouco produtivo, especialmente depois do almoço, aqui fica o possível registo da tarde, nos jardins da Câmara Municipal, onde se deu o almoço prolongado. 
Foi um encontro surreal, não só pelo excelente convívio e pela celebração dos dez anos dos urban sketchers, com acompanhamento a nível mundial mas porque não é todos os dias que se almoça com um presidente de Câmara e se continua pela tarde em conversas interessantes, onde se juntam quatro americanos alternativos do Texas, castanhas, licor de medronho e jeropiga.


5 comentários:

Rosário disse...

Grande dia e grandes desenhos!

teresa ruivo disse...

Gosto muito da economia cromática

hfm disse...

Que bonitos.

nelson paciencia disse...

Já ouvi falar desses americanos alternativos. QUe belo encontro deve ter sido.

Alexandra Baptista disse...

Gosto muito destes verdes.