Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Mania das pressas...

Este foi um daqueles casos em que não quis perder muito tempo a pensar na composição nem a fazer um esboço preliminar. Resultado, queria incluir todo o edifício e quando dei por mim, logo desde o início, havia começado a desenhar as montras grandes de mais. Resultado, nem um quarto do edifício coube na folha. É para aprender...


2 comentários:

Teresa disse...

Mas o resultado ficou muito interessante. Gosto muito desses desenhos nesse suporte e com esses materiais.

Vicente disse...

Antes acontecia-me sempre isso. Agora menos. Mas para quem vê interessa o resultado e esse é muito bom.