Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Lisboa Oriental. Novos locais a desenhar

Voltamos ao livro “Lisboa Oriental. Roteiro Cultural”, livro editado pela Câmara Municipal de Lisboa, onde colaboramos com os nossos desenhos.

O projecto do livro - quais as suas intenções, quais os limites da zona, que temas vão ser tratados, quais os autores que vão escrever sobre eles – podem ver aqui.

A lista de locais que temos vindo a desenhar já foi publicada neste blog e está aqui.

Quando os autores escrevem sobre cada tema surgem alguns locais que eles acham importantes de serem desenhados. Assim, acrescentamos à lista inicial:

19. Doca de Poço do Bispo
20. Matinha
21. Novo Terminal de Cruzeiros
22. Toda a frente Ribeirinha vista do Rio
23. Um desenho do porto com contentores.
24. O rio visto das hortas que estão nas traseiras da vila Dias
25. Museu da Água - estação elevatória dos Barbadinhos - Casa das máquinas - piso1
26. Antiga fábrica da Pólvora de Chelas (antigo Convento de Chelas) - Motor a Diesel que se encontra numa casa própria junto ao protão de entrada, próximo da estrada. Propriedade da Fundação EDP.
27. Fábrica Têxtil, designada por Samaritana, antes da Vila Dias. Este fábrica tem um bairro operário, seria importante desenhá-lo também, Vila Flamiano.
28. Manutenção Militar - interior da moagem, piso da moagem de cilindros / Fábrica de bolachas / Fábrica do pão.
29. Nacional (antigo convento do Beato e actual cerealis) - ala sul e norte ligada através da ponte em ferro fabricada em Paris .... / igreja do Beato e Forno de malte (na capela mor).
30. Antiga fábrica dos fósforos - interior - se for necessário acompanhamos.
31. Bairro operário no início do Poço do Bispo (sequência de chaminés).

Street Art
32.Rua Alberto José Pessoa, que tem 3 murais seguidos
33.Rua da Manutenção
34.Rua de Marvila
 35.Rua do Vale Formoso de Cima, junto à rotunda

Desenho de Eduardo Salavisa. O edifício Abel Pereira da Fonseca e o urinol em frente

Sem comentários: