Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Sketch Tour Portugal - Açores #06

«Embora inicialmente ignorado pelos primeiros povoadores, o Vale das Furnas começou a ser popular no final do séc. XVIII, devido ao crescente interesse no uso de águas minerais para o tratamento de doenças como o reumatismo e a obesidade. As Furnas possuíam centenas de pequenas nascentes e cursos de água, todas com diferentes propriedades. O Parque Terra Nostra estava no centro desta magnífica hidrópole.»
«Por volta de 1775, Thomas Hickling, um abastado comerciante originário de Boston, que foi Cônsul Honorário dos Estados Unidos em São Miguel, mandou construir uma casa de madeira, que tomou o nome de Yankee Hall, assim como um grande tanque de água com uma ilha no meio e rodeou-o de árvores. Ainda é possível hoje em dia ver um carvalho inglês plantado por Hickling.»

A nascente de água termal que alimenta o tanque, a uma temperatura entre os 35 e 40 graus celsius proporciona uma sensação de repouso e relaxamento. A água está carregada de minerais essenciais proporcionando uma excelente forma de recuperar as energias.
O Açucareiro do Segredo, é um miradouro muito bem posicionado, com uma vista privilegiada sobre o parque e com uma acústica particular. Amigo dos apaixonados, permite que segredos ditos às colunas se ouçam (com clareza) se encostarmos o ouvido à coluna diametralmente oposta. Contam-se histórias relacionadas com amores proíbidos que ali se segredaram.
(Cont.)

(Caneta caligráfica, lápis de cor, grafite, carimbo e aguarela)                                              Mais aqui:   «in situ»

2 comentários:

André Duarte Baptista disse...

que bela reportagem. parabéns Alexandra

Alexandra Baptista disse...

Obrigada André.