Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 8 de julho de 2017

Lavanda

Os campos de lavanda no sul da França estão coloridos nesta altura do ano antes da colheita da flor para fazer perfumes, sabonetes e muitos produtos de beleza e higiene.
O lilás em tiras  e o magnifico cheiro do ar constituem uma experiencia única.
O segundo sketch foi feito com a abadia de Senanque ao fundo. Aí os monges tratam dos campos e são uma comunidade muito activa na consevação do património construido. Valeu a pena a visita.
O primeiro sketch foi feito no planalto de Valensole com a paisagem de lavanda a perder de vista.
Leonor Janeiro

5 comentários:

Rosário disse...

Lindíssimo!

Fefa disse...

Vale a pena ler o texto, fazendo um esforço para não ficar preso às belíssimas aguarelas!

Sugiro que as próximas aguarelas sejam publicadas num formato "Extra largo" para que ainda saltem mais à vista, que bem merecem :-)

Fefa

Bruno Vieira disse...

Uma paisagem que deixa inveja de pintar... Gostei do fluxo de cor da lavanda

Alexandra Baptista disse...

Está lindo, quase que se sente o aroma.

Fernanda Lamelas disse...

Que bonitas as cores!