Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 1 de julho de 2017

Agenda dos Sketchers - Julho 2017

Editorial

Sketchers estrangeiros continuam a invadir Portugal, e nós pedimo-lhes para nos deixarem as suas impressões. A Carina da Suécia e o Mateusz da Polónia visitaram Lisboa e o Algarve e ficaram com boa impressão e belos desenhos. O 10x10 no Alentejo terminou, o de Lisboa está quase a chegar ao fim, e o Porto inaugura este mês o seu próprio curso 10x10. A Ana Barbosa conta-nos como organizou o recente encontro dos Ribatejo Sketchers em Santarém, que atraiu cerca de 60 desenhadores.
Julho será também o mês do incontornável Simpósio Internacional de Chicago, oportunidade única para conhecer 500 urban sketchers internacionais, conhecer a maior cidade Americana do Midwest, e participar em oficinas dadas por formadores de excelência! Este ano, o Simpósio será enriquecido com três formadores Portugueses - João CatarinoJosé Louro e Nelson Paciência.
Bons desenhos!
A equipa da Agenda

AGENDA DOS SKETCHERS
Julho 2017

Urban sketchers internacionais desenham Portugal
Por Carina Tornqvist 
Lisbon was under a heat spell and the Santo António festivities when I visited, so thing were a bit crazy. The steep alleys and streets offered some workout and a lot of interesting angles that I don't have back home in Malmö. I thought it was a bit sad to see the once grand houses fall apart but they were still beautiful with all their tiles.
I would very much like to return for more sketches and to get to know Portugal better.

Por Mateusz Hajnysz
Summer holidays with 2 small kids (1-year old Julia and 6-year old Ignacy) is not a good recipe for a lot of sketching. On the other hand it might give you opportunities to draw something you would normally have no chance to draw.
I went for a fishing trip in Algarve with my son and while he was fishing, I sketched the first captain preparing the bait. Maybe not a typical Portuguese view, but you have to use whatever you are given, right?
Next time I'm going to Portugal, it's only with my wife (or alone) to sketch all the great views and buildings I mostly only got a glimpse of.
(A Carina é fundadora e administradora dos Urban Sketchers Malmö na Suécia. O Mateusz é fundador e administrador dos Urban Sketchers Polónia)

10 Years x 10 Classes Alentejo
Texto conjunto dos Évora SketchersUSk Raia e USk Beja
O evento 10 Years x 10 Classes no Alentejo foi uma actividade articulada com os 3 grupos sketchers desta região: Évora Sketchers, USk Raia (Elvas) e USk Beja. Teve lugar nas respectivas cidades sendo que o último workshop foi realizado em Vila Viçosa.
Trabalhámos no projecto em conjunto em permanente contacto delineando as directrizes para que as diferentes propostas de workshops articulassem na perfeição e se complementassem. Cada grupo teve autonomia para fazer as adaptações necessárias e adequadas à sua identidade.
Houve a preocupação que cada workshop tivesse uma componente técnica e uma componente temática. Na primeira, eram exploradas práticas relacionadas com o desenho, com objectivos definidos; na segunda, exploraram-se conteúdos relacionadas com a cultura regional.
Outro objectivo que tínhamos em mente, para além dos acima mencionados, era o de unir (ainda mais) os 3 grupos regionais. Apesar da distância geográfica, várias actividades já tinham sido realizadas em conjunto, mas este projecto proporcionou uma maior proximidade entre os sketchers. Elementos de todos os grupos estiveram presentes em todas as cidades numa excelente partilha de experiências.
Uma das consequências desse fortalecimento de laços foi a criação de uma página comum no facebook - USk Alentejo
O balanço foi excelente.
Como Acontece um Encontro de Sketchers em Santarém
Por Ana Barbosa
Qualquer coisa começa sempre com uma ideia.
Tivemos uma ideia à qual juntámos a vontade de fazer acontecer e, uma vez definido o local, a escolha da data foi logo o passo seguinte, pois uma ideia com um prazo transforma-se em objectivo.
Foi assim que surgiu o Encontro “Vamos Desenhar Santarém”, que teve lugar no dia 25 de Junho nesta cidade.
Escolher a data implica verificar se o Encontro não se sobrepõe a outros eventos de Sketchers. A altura do ano é também importante quando se planeia uma atividade ao ar livre pois as condições atmosféricas podem condicionar muito e o período de férias faz com que muitos se ausentem...
As parcerias e ajudas são sempre bem vindas e a Autarquia dispôs-se a colaborar sendo incluído no programa um almoço-convívio e um passeio de mini-bus para melhor dar a conhecer o centro histórico aos visitantes.
A partir deste ponto iniciámos a divulgação preparando um programa, criando o evento, partilhando nas redes sociais e, sobretudo falando com os amigos e conhecidos.
Depois foi só aguardar a chegada do grande dia. Após muitos e-mails, perguntas, respostas e telefonemas, conseguimos atingir as 60 inscrições.
dia do Encontro passou num ápice: receber os amigos, conhecer e integrar novas pessoas, pôr a conversa em dia e encontrar tempo para desenhar.
No fim, a partilha com a imprescindível foto de grupo nas escadas do “Largo do Seminário”, cheia de cores, papéis, blocos, sorrisos e conversas.
Entrevista a Pedro Alves
Pedro é o associado nº 74 dos USkP. Tem 35 anos e é ilustrador de arquitectura. Quando não está a desenhar, desenha. E essa disciplina transparece nos seus registos variados e irrepreensíveis.
Pedro visto por outro Pedro no Largo dos Trigueiros em Lisboa
Há quanto tempo desenhas?
Desenho desde que me lembro de ser gente acho eu. Passei a minha infância a desenhar aquilo que ainda me move: cidades, prédios altos, linhas férreas com longos comboios de carga e aviões, centenas de aviões. Ainda muito novo, quando descobri o gosto pela Geografia e pelas Enciclopédias, comecei a desenhar mapas dos continentes e seus países, bem como as suas bandeiras e capitais (meio nerd eu sei...). Depois, a meio dos anos 90 entrei na fase que a maioria dos meus amigos recorda melhor: desenhos do Dragon Ball! Fiz milhares de desenhos desta Manga de culto, desenhos esses que ainda faço de olhos fechados tal foi a elevada dose. Mais tarde, em 2001 comecei a desenhar o quotidiano em diários gráficos e aos poucos a construir o traço que tenho actualmente.
Há quanto tempo és USk?
Desde 2014.
O que mais inspira os teus desenhos?
Como disse anteriormente, sem dúvida a Cidade. Adoro cidades, principalmente aquelas que espelham na perfeição a civilização onde se inserem. Depois, aquilo que me faz puxar do caderno: a Luz. Sou um eterno fascinado pelo efeito da luz em tudo o que toca e o que resulta daí, a sombra, os efeitos, os brilhos e os reflexos. Não me interessa muito contar histórias através do desenho mas sim aprisionar a luz/sombra no meu caderno num momento/local especial.
As influências são muitas mas as principais são sem duvida os pintores do Impressionismo e principalmente quem deu origem ao movimento, J.M. William Turner.
O encontro USk mais marcante?
O 9º Encontro dos Oeste Sketchers-USkP na Nazaré, na Praia do Norte junto ao farol. Foi especial porque foi o primeiro encontro que organizei e foi quando tomei as "rédeas" do grupo juntamente com o Bruno e a Ana. Foi uma espécie de renascer de um grupo de desenho que estava meio adormecido devido a tantas contrariedades que nos dificultou a actividade em 2016. Adorei tudo o que se passou naquele encontro fantástico, desde o local,  os trabalhos que se produziram mas principalmente pelas muitas pessoas que aderiram e outras que eu conheci pessoalmente na altura.
Que materiais preferes usar?
Para começar a desenhar basta uma folha banal e uma caneta, mas como ultimamente desenvolvi esta saudável obsessão pela aguarela, preciso de uma folha de pelo menos 200g, texturada para trabalhar. Tenho usado os Blocos A5 panorâmicos da Hahnemuehle e até agora são os melhores que usei para andar por ai. Para aguarelas a sério, papel 300g Arches superior a A3 e ponto final... Quanto à caneta, o melhor de tudo ainda é o clássico aparo com o frasco de tinta, mas infelizmente não é pratico para os desenhos rápidos, pelo que uso uma caneta normal de aparo. Agora tenho uma Lamy Joy mas amanhã pode ser outra qualquer, desde que não seja BIC, tudo menos BIC...
Queres colaborar com a Agenda dos Sketchers?
Estamos sempre à procura de histórias de encontros e actividades dos urban sketchers em Portugal. Se gostavas de ver a tua história aqui, pergunta-nos como podes fazer, enviando um email para uskp.regionais@gmail.com.

ACONTECE EM JULHO

Exposições

De 22-05 a 31-08 | Lisboa | Cadernos da América Latina | Eduardo Salavisa | Casa dos Mundos
A viagem de Eduardo Salavisa pela América Latina, agora em livro e exposição.

Encontros

01-07 | Armação de Pêra | Encontro em Armação de Pêra | USk Algarve
01-07 | Lousã | 3º Encontro de desenho Livre no Talasnal | Montemor Sketchers
08-07 | Évora | 51º Encontro ÉSk - Jardim Público | Évora Sketchers
15-07 | Loulé | Mov'arte Loulé | USk Algarve

Formação

De 01-07 a 03-07 | Zaragoza | Escultura es dibujo - IX De vuelta con el cuaderno | Escuela de Arte de Zaragoza
01-07 | Lisboa | Um ano a desenhar para o futuro | Santi Sallés & Maru Godas | Casa-Atelier Vieira da Silva
02-07 | Lisboa | Atmospheric watercolour | Jenny Adam | Urban Sketchers
05-07 | Lisboa | Great stories - Local market = great professions | Pedro Loureiro | USk 10 years x 10 classes
06-07 | Porto | Little stories - Back to basics: how to start a drawing | Pedro Alegria | USk 10 years x 10 classes
08-07 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | Mário Linhares
15-07 | Porto | Little stories - Composition | Tiago Cruz | USk 10 years x 10 classes
15-07 | Lisboa | Great stories - Emaús Community: group reportage | Vários instrutores | USk 10 years x 10 classes
15-07 | Lisboa | Vamos desenhar com | Estela Cameirão | Museu Arqueológico do Carmo e USkP
15-07 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | José Louro
De 17-07 a 28-07 | Lisboa | DAU Summer School | Vários instrutores | Universidade Lusófona
22-07 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | Mário Linhares
29-07 | Porto | Little stories - Color and chiaroscuro on urban space (I) | Nuno Sousa | USk 10 years x 10 classes

Desafio 79 - Reflexos

Participem com os vossos desenhos até 25 de Junho, marcando o post com a etiqueta "Desafio79"

Desafio 78 - Escadas

O desenho mais comentado no desafio do mês de Junho é da autoria da Leonor Janeiro, que captou várias escadas no mesmo desenho, mesmo que algumas não estejam visíveis.
Copyright © 2017 Urban Sketchers Portugal, Todos os direitos reservados

2 comentários:

Pedro Alves disse...

Mais uma excelente edição e obrigado pelo convite para a entrevista ;)

USKP disse...

E parabéns à Leonor por ter ficado no topo...do blog!

Fefa