Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

pedras e cacos...

 
...ou ruínas e achados arqueológicos?
Na aula da semana passada do 10 years x 10 classes gostei muito de conhecer o Teatro romano e o Museu da cidade, com a Guida Casella a estimular a nossa curiosidade e a mostrar uma outra forma de olhar um aparente amontoado de pedras...
Achei muito curioso saber que depois do terramoto de 1755, grande parte das pedras do teatro romano foram utilizadas na reconstrução da cidade, o que resultou na destruição ainda maior do que restava dele.
 

 




7 comentários:

teresa ruivo disse...

Pró!

Ketta disse...

Gosto muito do segundo desenho: entre cacos, palavras e o espaço em branco!

cláudia mestre disse...

Maravilhosos Fernanda, maravilhosos!

Pedro Loureiro disse...

Outra que também vai ser doutorada! :P

André Duarte Baptista disse...

as composições estão muito boas, mesmo. parabéns

Pedro Ribeiro disse...

Espectacular!

nelson paciencia disse...

Até cacos e pedras esta mulher desenha bem...