Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Escadas do MAAT

Ontem fui desenhar o MAAT e ver algumas das exposições. Estava uma tarde de muito vento, como já vai sendo habito, e não me pude concentrar na tarefa do desenho porque o meu chapéu voava constantemente e, se fosse parar ao rio,.....
Mas reparei na quantidade de escadas que tinha na minha frente, quatro. A do rio não se vê mas está lá.
 As 3 escadas do edificio são suaves e, as partes que têm sombra, convidam ao descanso prolongado para comtemplar o rio. Todas elas são escadas com grandes perspectivas.  Vou voltar num dia sem vento.
Leonor Janeiro

9 comentários:

nelson paciencia disse...

Gosto deste desenho!

Pedro Ribeiro disse...

Está excelente Leonor, gosto muito!

Vitor Mingacho disse...

Bom desenho!
Atenção à etiqueta!

cirenia arias disse...

super giro!

Ana Resende disse...


Gosto! O desenho está muito bonito!

Ana Resende

USKP disse...

As escadas do MAAT revelam-se um grande desafio de desenho! Mesmo adequadas como resposta ao desafio do mês dos USKP!
Ficou ótimo!

Fefa

Belita Isabel Janeira disse...

Se sem concentração assim resultou o desenho, question-me como teria sido obtido com uma focalização plena... Gosto de olhar para estas escadas....não me cansam... Desafio conseguido em pleno.

Ana Carvalho disse...

Dia de vento... em que o teu MATT parece querer lançar-se ao Tejo! Boas cores, boas linhas, boas tardes!

Isabel Rodrigues disse...

Gosto!
E esse MAAT seria bem aproveitado para uma exposição de sketches como este da Leonor e de tantos outros tão inspirados.
O edificio cria uma boa moldura do nosso lindo Tejo e as escadas são um anfiteatro da nossa contemplação.