Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Literatura e Viajantes IV

Domingo... Depois de algumas corridas a fugir de chuva incerta, eu e a Lurdes Morais acabamos por nos abrigar na Casa da Cadeia, um Bar "Medieval" no grande arco sobre a rua, visível das costas da Igreja de Santa Maria.
Os detalhes interiores eram aliciantes mas a decisão foi arrebatada pelas almofadas dos cadeirões exteriores.
Ficamos ali com café e chocolate quente a pintar, iniciei um caderno que tinha feito e perdi-me demasiado com a aguarela...

1 comentário:

DiasVanda disse...

Também não resisti a esse cantinho, mas fiquei-me pelo "Viking"! Há gente com coragem! e talento! BOA!