Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Espigas

Ervas espontâneas na cidade

Seguindo o desafio da QUERCUS.
Não sei como se chamam estas espigas, mas aparecem por todo o campo e cidade, pelo menos aqui pelas latitudes de Lisboa.
Também não sei quando é o DIA DA ESPIGA mas palpita-me que estará para breve o encontro fatal entre o calendário e as espigas, papoilas, camomilas, oliveiras, etc.
(Local: Hospital Júlio de Matos, Freguesia de Alvalade, Concelho de Lisboa)

4 comentários:

USKP disse...

Que elegantes estas espigas!
Leonor Janeiro

Rodrigo Briote disse...

Parecem vivas

André Duarte Baptista disse...

esta página está muito interessante. parecem querer saltar da folha

cirenia arias disse...

Um espectaculo estás espigas!!