Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Ervas Espontâneas na Cidade

Tão anónimas (para mim) como vulgares, mais umas ervas espontâneas para o desafio QUERCUS-USkP.
Desenhei-as no Hospital Júlio de Matos, Alvalade, Lisboa.
Mas sinto-me invadindo territórios e ultrapassando competências. Isto é tarefa para desenhadores científicos ou para botânicos. Não para simples urban sketchers.

1 comentário:

Celeste Vaz Ferreira disse...

Muito delicado e elegante este desenho.