Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

DEAMBULAÇÕES DE ABRIL



Abrantes, Castro Verde, Sevilha, Mérida e Málaga.

9 comentários:

Rodrigo Briote disse...

Muito bons estes enquadramentos

Suzana disse...

Gosto especialmente dos desenhos das cidades de topo e da seleção dos pontos de interesse.

hfm disse...

Gosto muito deste traço.

USKP disse...

Magnifico!

Leonor Janeiro

João Santos disse...

Quando à técnica do desenho se junta uma boa noção de composição, resultam maravilhas como estas. Irra que gosto mesmo!

Celeste Vaz Ferreira disse...

Francamente bons!!

Pedro Alves disse...

Todos muito bons com excepção para as duas vistas semi aéreas que estão geniais! ;)

Rita Catita Afonso disse...

E a rapidez com que o Vicente desenhou aqueles telhados todos... Eu bem vi. Adoro!

DiasVanda disse...

Páginas que respiram. Belas, Vicente!