Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Reuniões de avaliação

Terminaram as reuniões de avaliação. No meu caso foram 11, uma por cada turma que tenho. Estas são as reuniões mais importantes do período. Não sei se sabem mas a principal função desta reunião é validar as notas que cada professor propõe na sua disciplina. Ou seja, todos os elementos presentes são responsáveis pela notas de todas as disciplinas. Imaginem que eu ficava louco e dava negativa a toda a gente. Os outros elementos poderiam impugnar a avaliação. Ou se um aluno desce-se abruptamente todas as notas. Era analisado o historial do aluno. O big chefe (diretor de turma) que tem informações pessoais sobre os alunos poderia dar indicação de algo extraordinário. Por exemplo a morte de um familiar. Por isso para além dos professores de cada disciplina existe um psicólogo e um professor de ensino especial. Para quem está de fora será chocante o conselho de turma passar um aluno administrativamente, mesmo com negativas a todas as disciplinas. Isso é justificável se o aluno já repetiu uma meia dúzia de vezes o ano e a sua transição de ano permitirá ingressar num curso profissional. São estas pequenas grandes decisões que vagueiam pelas mentes dos elementos do conselho de turma.
Nota final. Estou a falar da versão suave. porque nalgumas reuniões as coisas azedam por  existirem divergências extremas. Mas isso dava outro desenho.

3 comentários:

Rosário disse...

Que desenho tão giro!

Eduardo Salavisa disse...

Boa dissertação sobre avaliação e bem ilustrado.

Henrique Vogado disse...

Uma face da escola que muitos não conhecerão e assim valorizamos mais a profissão de quem ensina. Ainda pões os outros também a desenhar - uma valorização interdisciplinar!