Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Novo Caderno

Quando começo um caderno ponho um Ganesh na primeira folha disponível, fica giro.

Este não tem capa, o papel é de algodão usado, tem fibras que se prendem ao aparo, impurezas e, sendo áspero e texturado pouco adianta usar lápis, as folhas ficam sujas e os traços são difíceis de apagar, mas as cores ficam bem. (http://khadi.com/).

Primeiro desenho.

5 comentários:

José Louro disse...

Tb tenho aqui um Ganesh:)
http://ajaneladealberti.blogspot.pt/2017/04/inesperado.html

teresa ruivo disse...

É para dar sorte aos desenhos?
Não precisas!:)

nelson paciencia disse...

Que óptimos desenhos! E também acho que não precisam de sortes ou amuletos...
:)

Suzana disse...

Que bons desenhos, essa ideia do Ganesh é gira :)

Marilisa Mesquita disse...

que giro essa espécie de ritual ao estrear um caderno :)