Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 8 de abril de 2017

Lisboa I


Tenho de lá voltar para acabar este desenho. Foram duas horas incríveis, no passadiço do Elevador de Santa Justa, onde tudo apetece aguarelar. Neste caso, aparecem quatro das sete colinas: Santana, o Monte, Graça e Castelo, mas podia ter captado muito mais dali: o arco da rua Augusta a enquadrar o Tejo, o quartel e as ruínas do Carmo, os terraços do Siza, enfim, só recantos bastante desenháveis.

2 comentários:

Rosário disse...

Tão bonita esta Lisboa!

Pedro Alves disse...

Boa Tomás! Este é o caminho ;)