Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Por do sol no Quintal

Durante muito tempo andei a dizer aos meus colegas de trabalho coisas como "Hoje deixei a minha filha no quintal" ou " Tenho de ir ao quintal buscar a minha filha". Um dia uma colega minha perguntou-me porque raio deixava eu a minha filha no quintal. Só ai é que me apercebi que o quintal para os meus colegas era diferente do meu Quintal, localidade que dista 2 quilómetros de Mafra e onde está o Jardim de Infância da minha filha. Este Quintal tem de facto muitos quintais, alguns dos quais com muito animais, fruto da sua ruralidade. E como não existe muita construção, permite ter uma visão espectacular do mar. Este quintal em particular fica no Início do Quintal e tem ovelhas, porcos, patos, gansos e galinhas. Como está numa zona elevada, a sua vista é privilegiada. É um lugar fantástico para se ver o por do sol partilhado com as ovelhas e restantes animais.

2 comentários:

Suzana disse...

Que sítio privilegiado e tão bom ter animais por perto!

Rosário disse...

Tão giro!