Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 12 de março de 2017

Museu Geológico de Lisboa

Como é que se fazem escavações num caderno?
Inspirados pelo espólio inacreditável do Museu Geológico de Lisboa, a Ketta levou-nos a fazer um projecto de descoberta, camada por camada, do que se passa no solo por baixo de nós.


A Siderite desenhada do lado esquerdo acompanha um animal fossilizado num primeiro layer.


Descoberto o animal fossilizado, apareceram ossos de um crocodilo num segundo layer.


Mais abaixo, nova versão da Siderite é encontrada, tornando-se coeva da primeira.
Limpe-se a terra das escavações. Está na hora de regressar a casa e deixar a arqueologia!

2 comentários:

Alexandra Baptista disse...

A ver pelos registos deve ter sido espetacular.

Ana Crispim disse...

Gosto imenso.E eu que não pude ir!!!...