Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 19 de março de 2017

DESENHO PARA MEMÓRIA FUTURA



A minha mãe tem 87 anos e problemas de locomoção, pelo que neste momento está numa unidade da Cruz Vermelha. A casa de minha mãe, a casa onde cresci, encontra-se agora, a maior parte do tempo, fechada. Aproveitei o dia de hoje em que juntámos mãe e filhos para um almoço do dia do pai para começar uma série de desenhos da casa. Desenhos para memória futura.

5 comentários:

João Santos disse...

A ideia é muito boa e o desenho acompanha. Gosto muito da fluidez das tuas linhas!

Procópio António disse...

Que excelente ideia Vicente! Gosto muito deste porque parece mesmo que congelaste tudo no ar.

nelson paciencia disse...

Belo registo Vicente!

Rosário disse...

Que bela ideia!

cláudia mestre disse...

Que lindo desenho e que excelente ideia!