Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 17 de março de 2017

CASA XANGAI


No final de Fevereiro eu e o Filipe Pinto fomos desenhar esta loja. Apesar de ser um sábado e estar fechada, não resisti a desenhar os artigos que estavam tanto no interior como os que estavam nas montras porque são eles que definem o espírito deste estabelecimento. Voltei na semana seguinte, mostrei e pedi para me carimbarem o caderno. Duas gerações, pai e filha, a mesma simpatia, e a conversa fluiu sobre histórias desta casa formidável que marca com o seu interior de linhas depuradas, a passagem para o modernismo.




8 comentários:

Rosário disse...

Uma delícia a loja e os desenhos!

Luis Gabriel Marques disse...

Gosto muito dos desenhos e da sua composição.

Isa Silva disse...

estão tão lindos!

Suzana disse...

Que bonito celeste, então os pormenores das peças... :)

Jrosa disse...

Maravilha!

USKP disse...

Adoro o segundo desenho! É suave e delicado, como o que se expõe na montra da loja.
Fefa

teresa ruivo disse...

Lindos, mas ao natural superam qualquer ideia que possamos fazer deles!

Ana Crispim disse...

Adoro!