Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Matrafona, um auto retrato

Hoje fui até Torres Vedras desenhar. Foi uma loucura com muitos desenhos. Mas antes da reportagem  venho cumprir a minha promessa: O meu auto retrato. Quando as minhas filhas me perguntaram como iria vestido e lhes respondi que iria de mulher o queixo caiu-lhes. Mas rapidamente se recompuseram e com um ar maroto perguntaram-me: "E podemos pintar-te?". Acedi ao seu pedido e desde ontem que foi uma aventura cá em casa. A grande dificuldade foi tentar vestir roupa de princesas num corpo de hipopótamo. Após várias tentativas lá se conseguiu arranjar qualquer coisa, um sutiã com chumaços e uma blusa da moda deu início à aventura. De seguida vieram cabeleiras (várias) e a maquilhagem. Os risos eram muitos e a guerra também. Quem pintaria as unhas. A mais nova pintou uma mão. A mais velha a outra.
As calças tiveram que ser mesmo as minhas porque as leggings não passavam do joelho.
O colar e as pulseiras deram o toque final. E pronto o resultado foi mais ou menos este. Uma verdadeira MATRAFONA!

10 comentários:

nelson paciencia disse...

Grande auto-retrato! E o enredo não lhe fica nada atrás. Boa!

Pedro Alves disse...

Tu, vestido assim, foste a cereja no topo do bolo deste glorioso encontro! Adorei e fico a espera da tua reportagem. Fizeste desenhos míticos hoje ;)

Patricia Ferreira disse...

Adorei! A história e o desenho! Tudo inexcedível!

Rosário disse...

Só me apetece rir!

Bruno Vieira disse...

Descrição e Auto-retrato Fabuloso, encarnaste mesmo o espírito local :)

Fernanda Lamelas disse...

Está demais!!

Urban Sketchers Portugal disse...

Que jeitosa!

Henrique Vogado disse...

Grande "Antónia"!

Ana Crispim disse...

O máximo!!!

Pedro Loureiro disse...

Ah Procópia! :)