Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Linhas soltas


Depois de horas a fio a colorir no Photoshop, foi tempo de relaxar com umas linhas soltas e uma tentativa de fazer uma perspectiva curva do que estava a minha frente, porque se assim não fosse, sairia um desenho bem desinteressante para mim. O mal da Linha de Sintra, ao contrario da Linha de Cascais é que a única paisagem de jeito é mesmo no fim da linha...

5 comentários:

Bruno Vieira disse...

Parece quase um Inception de desenhos, com anotações e perspectivas distorcidas.
Gostaste mesmo da caneta Poska branca.
Gostei da atmosfera fria com rasgos de luz, muito bom

USKP disse...

há por aqui uma atitude diferente dos que é habitual nos teus desenhos, e incrivelmente, consegue ser ainda melhor.
-marco-

Patricia Ferreira disse...

Gosto destes azuis e verdes. Gosto da luz! Está excelente!

Ana Crispim disse...

Excelente trabalho.

USKP disse...

Gosto muito destas linhas soltas.
Leonor Janeiro