Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

"Há uma estação para trocar os comboios da vida, o passado..."


O casal Poláco Jacek Krenz (USkP Beiras) e Kasia Krenz estiveram connosco no encontro USkP+RSk no MNFerroviário. A Kasia partilhou comigo a sua produção do dia.

Há uma estação para trocar os comboios da vida, o passado
Conhecido para um futuro irrazoável e sem futuro nenhum.
Daqui vou viajar esquecendo a dor da partida mas sem esquecer
o bilhete que os meus pais me deram com toda a sua vida. 
Entroncamento. Expedição e Entregas. Horários em vigor desde...
Lá eu tenho as linhas para escolher: do Norte ao Sul, de Mirandela à Bragança,
do Oeste até o fim do mundo. 
Já ouço a chamada pessoal com o meu nome, o número do comboio
e da cama, e com a hora de partida. Mas antes, com licença,
uma pergunta só: Há cá uma zona de descanso? Porque
eu queria pensar um momento! Não se preocupe, não vou tocar
nos fios, mesmo caldos! E sim vou escutar e olhar para evitar os acidentes! 
Espero sem tristeza, sem duvida. Vou trocar os comboios sem hesitação, cegamente –
Porque tudo está nas mãos do destino. Perigo da morte não é nada a temer, um perigo
duma viagem por causa do amor é tudo o que vale o esforço. 
Vamos! Já vamos, bufando e assobiando, numa nuvem de poeira. 
Através dos túneis e montanhas, por vales e pontes, dentro minutos duros e absolutos
Como eternidade. Do Lima ao Espinho Norte. De Sacavém ao Meão. Do Côa Ponte São João chegarmos até o fim sem fim, onde o novo dia esta a esperar para mim.





2 comentários:

Rosário disse...

Delicioso!

Rita Caré disse...

Pois é!
Vim cá espreitar outra vez :D