Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Estátua de São Longuinho, em Braga



3 comentários:

Suzana disse...

Que lindo Filipa! Adoro a forma como trabalhastes os contrastes de manchas e texturas.

Marcelo de Deus disse...

Tb gosto

Pedro Alves disse...

O diário gráfico como laboratório de experiências, bem patente aqui neste belissimo desenho ;)