Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

As chaminés de Campo de Ourique

A chaminé da Rua Assis Pacheco e a da Travessa dos Prazeres (de uma antiga cozinha económica).

3 comentários:

hfm disse...

Que bonito! e a Rosário que quase não teve tempo para desenhar!

Manuela Rolão disse...

Tornaste lindo o prédio feio!
E a linha vibrante que me fascina...

Suzana disse...

Já andei por campo de Ourique mas nunca me apercebi de tanta chaminé... vou estar mais atenta da próxima vez... parecem bem bonitas!