Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Agenda dos Sketchers - Fevereiro 2017

Editorial

Os Urban Sketchers fazem 10 anos em 2017! Para comemorar, estão a ser preparadas uma série de actividades, sendo a primeira delas uma série de programas de aulas em todos os continentes, a que se chamou 10 Years x 10 classes, e há dois programas em Portugal.
Irá também haver muitas oportunidades de formação em Fevereiro, entre os ciclos anuais "Alfabeto Lisboeta", "Um ano a desenhar para o futuro" e o "Vamos desenhar com", para além de outras iniciativas.
Luís Simões, o autor do projecto World Sketching Tour, está em Portugal e irá percorrer o país dando conferências, workshops e exposições.
Nesta edição, entrevistámos o associado nº 1 dos USkP e um dos fundadores do grupo Português. Conheçam melhor o Mário Linhares na inauguração desta nova rubrica de entrevistas.
Bons desenhos!
A equipa da Agenda

AGENDA DOS SKETCHERS
Fevereiro 2017

10 years x 10 classes
Por Pedro Loureiro
2017 é o ano em que o movimento dos Urban Sketchers faz 10 anos. Para comemorar a data, está a ser promovido o primeiro Programa Educacional Internacional! Pela primeira vez, os Urban Sketchers irão encoragar todos os sketchers a aprender a missão central do grupo - mostrar o mundo, um desenho de cada vez - em 10 aulas. Para já, 26 cidades em todos os continentes têm programas prontos, mas mais ainda se estão a preparar.
Em Portugal, existem para já, dois programas completos - Lisboa e Alentejo. Cliquem no mapa para aceder aos programas completos em todas as cidades.
O director da Education Team, Mário Linhares, pede aos Urban Sketchers Portugueses que:
  1. Espalhem a notícia deste evento extraordinário aos membros dos vários grupos regionais através do facebook, email, blogues, etc. Lembrem-se: somos uma comunidade global e apoiamo-nos mutuamente.
  2. Acrescentem o mapa azul ao vosso blogue USk regional (ou outra plataforma), criando um link da imagem para a página principal no website dos USk. A partir daí, os sketchers poderão encontrar todas as cidades onde o programa irá acontecer.
  3. Juntem-se ao programa: se a vossa cidade não está no mapa e querem trazer este programa para o vosso grupo regional, contactem-me por email (mario@urbansketchers.org) para saber como.
Desenhos para mostrar / Desenhos para pensar
Por Rita Catita
A iniciativa Um Ano a Desenhar para o Futuro 2017, este ano, integrada na programação: Lisboa 2017 – Capital Ibero-Americana da Cultura, recebeu no dia 21 de Janeiro a Karina Kuschnir, na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Siva, em Lisboa, para uma oficina de desenho que decorreu da parte da manhã e uma conferência que teve lugar à tarde.
Karinha Kuschnir, antropóloga, professora e urban sketcher, veio do Rio de Janeiro para partilhar o trabalho que tem desenvolvido sobre o desenho na antropologia.
Pensar o diário gráfico como um elemento documental, em que os desenhos desempenham um papel descritivo das relações entre as pessoas, o espaço físico, o tempo e objectos foi o desafio proposto.
O Jardim das Amoreiras transformou-se num grande laboratório de antropologia e os urban sketchers embrenharam-se nas suas pesquisas afincadamente. É possivel assinalar o passado e o presente através de objectos que habitam o mesmo espaço? Como é que os seres animados, os carros que passam, as actividades de sábado de manhã no jardim contam uma história?
Desenho de Celeste Vaz Ferreira
Como é hábito, no final, os participantes mostraram os seus cadernos. Embora a partilha implique muitas vezes uma breve explicação dos desenhos, desta vez foi-se mais longe. A intenção no desenho trouxe densidade às folhas dos cadernos. Como se aqueles desenhos não fossem apenas para mostrar mas também para pensar.
Bem-Vindo Galo de Fogo
Por Rita Catita
No dia 28 de Janeiro, segundo o zodíaco chinês, entrámos no ano do Galo de Fogo. Embora o senso comum identifique este povo como sendo extremamente supersticioso, os festejos que assinalaram esta passagem iniciaram-se uma semana antes a 21 de Janeiro. No dia 22, os USkP juntaram-se ao 54º sketchcrawl mundial para desenhar a chegada do Novo Ano Chinês, na Praça do Martim Moniz, em Lisboa, que se vestiu de cor e movimento.
Conta a lenda, que Buda convidou todos os animais para uma festa de ano novo, mas apenas doze apareceram.  Assim, o Rato, a Boi, o Tigre, o Coelho, o Dragão, a Cobra, o Cavalo, a Cabra, o Galo, o Macaco, o Cão e o Porco ganharam um ano de acordo com a ordem de chegada.
A partir do nossa data de nascimento, podemos conhecer o nosso signo. No entanto esse cálculo não é assim tão simples. Cada um destes animais é responsável por um par de horas do dia. Então, é fundamental saber a hora do nosso nascimento para calcular o ascendente. Os animais do zodíaco têm também uma natureza Yin ou Yang e diferentes elementos associados – metal, água, madeira, fogo e terra – consoante o último algarismo do ano em questão. Como calcular o signo chinês do colectivo USkP? Vamos então considerar a data em que tudo começou: 26 de Março de 2009, à noite. Vamos assumir que foi depois de jantar que o Mário e o Eduardo decidiram seguir em frente com esta iniciativa, entre as 21:00 e as 23:00:
Signo: Boi (26.01.2009 a 13.02.2010)
Ascendente: Porco (21:00 às 23:00)
Elemento: Terra (8 ou 9 como último algarismo do ano)
Natureza: Yin
Desenho de Teresa Ruivo
Talvez numa futura Agenda dos Sketchers, com secção de horóscopo na última página, possamos interpretar o que esta informação significa...
Sob a regencia da Cabra, às 14:00 (a Cabra rege das 13:00 às 15:00), os USkP reuniram-se junto ao Galo de Fogo, na extrema norte, da Praça do Martim Moniz, para depois se perderem entre uma feira tradicional, teatros de sombras, espectáculos e de música e dança, gambiarras encarnadas... e voltarem a encontrar para a partilha de cadernos.
Entrevista a Mário Linhares
Mário é o associado nº 1 dos USkP. Trouxe o movimento para Portugal, esteve na fundação da Associação e desempenha actualmente funções como Director do Education Team dos Urban Sketchers. Fomos conhecer melhor o professor de artes visuais.
Há quanto tempo desenhas?
Desenho desde pequeno. As memórias mais antigas que tenho são de mim, talvez com 5 ou 6 anos, a desenhar a partir de pinturas de livros. Na escola, tive a sorte dos meus professores sempre elogiarem os meus desenhos. Isso fez com que seguisse Artes Visuais.
O desenho em diário gráfico tornou-se mais regular a partir de 1998, mas só maduro e independente (ou descontrolado) a partir de 2008.
Há quanto tempo és USk?
Sou urban sketcher desde 2009, altura em que fundei os Urban Sketchers Portugal com o Eduardo Salavisa.
Uma app/site/blogue que consultes frequentemente para inspirar os teus desenhos?
O melhor local para ir buscar inspiração é mesmo este: www.urbansketchers.org
O encontro USk mais marcante?
Há dois que foram muito marcantes:
1. O da Rua Augusta, em que desenhámos todas as fachadas e
vistas entre quarteirões e depois organizámos a primeira exposição USkP. Participaram mais de 100 pessoas.
2. O do Museu de Arte Antiga. Participaram 200 pessoas. Penso que foi o recorde máximo de pessoas a participar num encontro USkP.
Mas se a questão for sobre o encontro mais entusiasmante, esse é sempre o próximo, o que está para acontecer, aquele que nos vai permitir aprender mais um bocadinho com todos os sketchers que vão lá estar!
Que materiais preferes usar?
Uso sempre os cadernos Laloran (não há mesmo melhores!), caneta preta UniPin e aguarelas. Como sou professor de desenho e tenho de ensinar diferentes técnicas, acabo sempre por misturar no meu caderno outros materiais (lápis de cor, tinta da china, pastéis ou lápis de grafite), mas quando escolho desenhar para mim, é sempre a caneta preta e as aguarelas.
Mário Linhares visto por Lapin
Queres colaborar com a Agenda dos Sketchers?
Estamos sempre à procura de histórias de encontros e actividades dos urban sketchers em Portugal. Se gostavas de ver a tua história aqui, pergunta-nos como podes fazer, enviando um email para uskp.regionais@gmail.com.

ACONTECE EM FEVEREIRO

Exposições

De 17-01 a 17-02 | Pragal | 50 anos da ponte 25 de Abril | Infraestruturas de Portugal IP e USkP
A exposição, inaugurada a 17 de Janeiro nas instalações das Infraestruturas de Portugal no Pragal, inclui 47 desenhos e alguns cadernos de vários urban sketchers que estiveram presentes no encontro da ponte 25 de Abril. Mais informações sobre como visitar a exposição no post do Nelson Paciência.
 
De 11-02 a 19-02 | Lisboa | Uma viagem ilustrada | Luís Simões | Casa-Atelier Vieira da Silva e World Sketching Tour
Luís Simões, o autor do projecto World Sketching Tour apresenta pela primeira vez em Portugal a sua viagem pelos cadernos que ilustram os cerca de 38 países da Europa, Ásia e Oceânia.
A Quinta do Ferro antes da reabilitação
Está em preparação uma exposição para a segunda quinzena de Fevereiro sobre este bairro histórico Lisboeta. Para isso, o José Rosa solicita que lhe enviem os desenhos dos encontros na Quinta do Ferro, digitalizados a 300dpi, com os limites do caderno à vista, para joserosa52@gmail.com.

Encontros

04-02 | Porto | Ciclo Dentro do Museu nº1 |  Museu Militar do Porto - USkP Norte
19-02 | Entroncamento | Museu Nacional Ferroviário | USkP e Ribatejo Sketchers
25-02 | Elvas | 12º Encontro - Entrada de água na cidade | USk Raia

Formação

01-02 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | Mário Linhares | Instituto de Medicina Legal
04-02 | Lisboa | Um ano a desenhar para o futuro | Rita Cortez Pinto | Casa-Atelier Vieira da Silva
04-02 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | José Louro | Mosteiro dos Jerónimos
11-02 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta : museus incomuns | Ketta Linhares | Kit-Museu
12-02 | Cova do Vapor | Lisboa da outra margem | Richard Câmara | Gabinete de Dinamização Associativa
12-02 | Lisboa | Como contar uma história? | Luís Simões | Casa-Atelier Vieira da Silva e World Sketching Tour
18-02 | Lisboa | Vamos desenhar com | Filipe Pinto | Museu Arqueológico do Carmo e USkP
25-02 | Lisboa | Alfabeto Lisboeta: museus incomuns | Ketta Linhares | Biblioteca Nacional

Desafio 75 - Preto & Branco

Participem com os vossos desenhos até 25 de Fevereiro, marcando o post com a etiqueta "Desafio75".

Desafio 74 - Gatos

O desenho mais comentado no desafio do mês de Janeiro é da autoria de José Leal, que desenhou a preguiça em estado felino.

1 comentário:

USKP disse...

Então acabaram-se os desafios? Agora a sério: qual é o desafio de Março???