Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Quinta do Ferro

Era este desenho que estava a fazer enquanto o homem do ferro se aproximava (ver post da Teresa Ruivo). Estava quase a acabar e ele já do outro lado da estreita rua. Felizmente chegou um vizinho, começou a falar com ele calmamente, e ele deixou de pensar no assunto.


1 comentário:

Jrosa disse...

Este recantos são um encanto. Quase nos sentimos na Idade Média com salpicos de uma absurda modernidade.