Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Chafariz das Janelas Verdes


Nos caminhos do Roque Gameiro, cheguei a um largo que surpreende qualquer turista, mesmo que tenha acabado de ver as maravilhas do Museu de Arte Antiga. É que todo o largo foi desenhado em função do chafariz, em 1773. É a peça escultórica que força a escavação do largo, solidamente resguardado pelos muros de pedra em três lados, vencendo a colina. A escadaria circular, intercalada por bebedouros, anuncia a caixa de água, que na forma de jarrão, contém os quatro rostos que lançavam a água. No cimo está Vénus, ladeada pelo cupido e por um golfinho, ali posta talvez para cumprimentar os pares que se encontrassem neste lugar fresco.