Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Azulejos do bairro da Beira-Mar

A Beira-Mar é uma das zonas mais típicas de Aveiro. É um antigo bairro onde se situavam as casas dos pescadores, pequenas e estreitas habitações feitas de adobe, em que a fachada revestida de azulejos é constituída de apenas uma porta e janela. Atualmente já se vêm muitas destas casas com um segundo andar ou com uma fachada maior, por se ter juntado à vizinha do lado, exigências de conforto atuais dos seus donos! Mas as fachadas têm sempre este elemento peculiar de serem revestidos a bonitos azulejos, pelo menos os mais antigos, com desenhos bonitos e complexos, com aquele cariz artesanal e com uma bordadura de remate nas bordas da fachada e em redor das portadas... lindo! Apesar de que algumas fachadas já não são muito bonitas, foram renovadas com azulejos industriais sem piada nenhuma e o seu encanto perdeu-se. Mas este fim de semana resolvi dedicar algum tempinho a registar estas belezas, fica aqui o registo de alguns que me chamaram mais a atenção (confesso que o último já foi escolhido pela facilidade pois estava sem tempo para mais ;) )

 

Um colega apanhou-me em pleno registo :) (foto de Pedro Moreira)


4 comentários:

teresa ruivo disse...

Eu teria enlouquecido:)) Parabéns Susana! Estão extraordinários.

Rosário disse...

Que bom!

Suzana disse...

Obrigada :)

Marilisa Mesquita disse...

Que página fabulosa Suzana! Gosto tanto!