Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Almoços em Família



Mais um almoço na casa de infância no Varatojo, em Torres Vedras. Tio, Pais, Mulher e Filha, à mesa em redor de carapaus fritos com arroz de tomate, algo que eu não faço na minha casa e guardo assim para estes almoços para que continuem a ser especiais.

DESAFIO USkP 64 - Março 2016 - Árvore


DESAFIO USkP 64 -  Março 2016

Árvore

Participa até 25 de Março de 2016!




O desenho mais comentado do Desafio 63 dos USkP foi o de Paulo Almeida. Todos os desenhos participantes neste desafio anterior podem ser visualizados através deste LINK.


REGRAS PARA OS DESAFIOS


1. Um desafio por mês, lançado no dia 1 do mesmo.
2. Vinte e cinco dias para participar, com a publicação de um desenho por participante (até ao dia 25 de cada mês).
3. Comentários e análise dos posts até ao final de cada mês.*
4. Os comentários do autor do post não serão tidos em conta na contagem dos mesmos.
5. O desenho mais comentado é publicado nos cabeçalhos do blog e do facebook USkP no dia 1 do mês seguinte.
6. Em caso de empate, o desenho escolhido será aquele que foi publicado mais tarde e que, por isso recebeu os comentários em menos tempo.
7. Ao publicar o desenho para o desafio, é obrigatória a colocação da respectiva etiqueta (exemplo: Desafio_58).
8. Os desenhos publicados sem etiqueta NÃO serão considerados.
 9. Os DESAFIOS estão disponíveis na página criada especificamente para tal. Na barra lateral aparecerá em destaque o desafio corrente.


ADENDA



10. Apenas será contabilizado um comentário por pessoa.
11. Não serão validados comentários de anónimos.
12. Ao incluir a etiqueta do Desafio o Autor autoriza a colocação do mesmo no flag do blog dos USkP.
13. Os desenhos válidos para o Desafio devem cumprir o Manifesto dos USk.
14. A Equipa dos Desafios* tem o poder de decisão tem o poder de decisão em qualquer questão não prevista no regulamento.

* A equipa que está a organizar e irá analisar os posts participantes é composta por: Alexandra Belo, Filipe Almeida, Manuela Rolão,Vitor Mingacho e pelos membros da Coordenação dos USkP.

 
 
 
 

Agenda dos Sketchers - Fevereiro de 2016


Urban Sketchers Portugal: Blogue | Facebook

AGENDA DOS SKETCHERS



Fevereiro de 2016

SIMPÓSIO INTERNACIONAL USk






Decorreu no mês de Fevereiro a entrega das candidaturas à bolsa de participação de um correspondente português no 7º Simpósio Internacional USk que este ano se realiza em Manchester.







 
EXPOSIÇÕES



A partir de 19 Dez 2014 | Elvas | "Montra d'Elvas"
O 35º Encontro, realizado em Elvas em Abril de 2013, deu origem a um projecto muito interessante. "Elvas, cidade Património Mundial", mostra como, sobre as cinzas (neste caso grafite) de uma crise devastadora para o comércio local, é possível, com muita criatividade, empenho e colaboração, tornar ventos adversos uma vantagem. Através de uma associação recém criada para dinamizar o património e a cultura nesta cidade raiana (AIAR), foi possível congregar o comércio local, a câmara de Elvas e os Urban Sketchers Portugal que disponibilizaram os seus desenhos produzidos no 35º Encontro.


12-12-2015 a 15-03-2016| Coimbra | (a)Riscar o Património 2014 | Museu Nacional de Machado de Castro
Esta exposição baseia-se no conjunto de trabalhos decorrentes da edição de 2014 da iniciativa (a)Riscar o Património.




27-11-2015 a 03-04-2016 | Lisboa | Lisboa, o que o turista deve ver | Mário Linhares | Museu dos Coches

 









07-01-2016 a 24-03-2016 | Lisboa | Narrativas Gráficas de Interculturalidade  e Inter-religiosidade | Casa dos Mundos | Org. Casa dos Mundos e Urban Sketchers Portugal






 


20-01 a 20-02-2016 | Lisboa | O Diário Gráfico. Estar atento ao que nos rodeia | Eduardo Salavisa | Escola Secundária Pedro Nunes





11 a 25-02 | Lisboa | Forte de São Julião da Barra | Edificio do Ministério da Defesa Nacional, Restelo, Lisboa | Org. Urban Sketchers Portugal






20-02 a 04-03 | São Jorge/ Porto de Mós | Exposição de Diários Gráficos | Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota




29-02 | Exposição Online | Diários Gráficos - Rabiscos no Dia Aberto ITQB 2015 | Org. ITQB NOVA


ENCONTROS

A partir de 12.out | Lisboa | "Desenhar nas aulas de dança no Conservatório de Dança de Lisboa" | Org. Urban Sketchers Portugal e Escola de Dança do Conservatório

06-02 | Encontro | Loulé | Carnaval de Loulé | Org. Urban Sketchers Algarve

06-02 | Encontro | Famalicão | 14º Encontro USkP Norte | Org. Urban Sketchers Portugal


07-02 | Encontro | Leiria | 3º Encontro OSk - Centro de Interpretação da Batalha de 

Aljubarrota | Org. Oeste Sketchers

13-02 | Encontro | Évora | Megalistismo Eborense | Org. Évora Sketchers

16-02 | Encontro | Aveiro | ASk a Valete #2 | Org. Aveiro Sketchers

20-02 | Encontro | Lisboa | Encontro USkP - Ritz | Org. Urban Sketchers Portugal

27-02 | Encontro | Lisboa | Desenhar Campo de Ourique | Org. Rosário Félix e CampOvivo


FORMAÇÃO

06-02 | Workshop | Lisboa | Inacabado | José Louro | Alfabeto Lisboeta


06-02 | Workshop | Almada | Oficina de Desenho no jardim da Casa da Cerca - 2016 | Sara Simões | Casa da Cerca

13-02 | Workshop | Lisboa | Controlo, descontrolo? Como aceitar, incorporar, cruzar? | Sofia Barreira| Um Ano a Desenhar para o Futuro, Casa-Atelier Vieira da Silva


13-02 | Workshop | Sintra | Vem à Lua dos Hipopómatos desenhar em Diário Gráfico | Richard Câmara | Org. Casa do Chá e da Leitura / Livraria Hipopómatos na Lua

20-02 | Workshop | Lisboa | Sumiê | Mário Linhares | Alfabeto Lisboeta

20-02 | Workshop | Coimbra | Retiro na Cidade | Nuno Branco | Org. Centro Universitário Manuel da Nóbrega


20 e 27-02, 5 e 12-03 | Formação de Professores | Seixal | Diário Gráfico - À Descoberta da Geometria na Natureza e nas Construções Humanas | António Procópio| Org. APEVT 


20-02 | Workshop | Lisboa | Designer e viajante | José María Sanchéz | Um Ano a Desenhar para o Futuro, Casa-Atelier Vieira da Silva

20-02 | Workshop | São Jorge/ Porto de Mós | Iniciação ao Diário Gráfico | Ana Luísa Frazão| Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota

27-02 | Workshop | Lisboa | Mi dibujo te lo cuenta. El dibujo como narración | Patrízia Torres| Um Ano a Desenhar para o Futuro, Casa-Atelier Vieira da Silva´

27-02 | Conversa | Lisboa | Viagem a Angola | Luís Ançã | Casa João do Rio
 
 
DESAFIOS 


O desenho mais comentado no desafio do mês de Fevereiro é da autoria de Paulo Almeida.



Urban Sketchers Portugal diariosgraficos@gmail.com

São Jorge- estreia do filme "Gelo", de Luís e Gonçalo Galvão Teles



Exposição online - Rabiscos com Ciência


do Dia Aberto do ITQB NOVA

já abriu e pode ser visitada do sofá de vossas casas.

Venham saber um pouco da investigação científica que se faz por lá!



Jogador de Sudoku

Não sei como o jogo lhe estava a correr, mas o pobre homem estava cá com um ar de fastio...


Tomar chá

A chuva não nos deixou desenhar na rua, mas o chá e a conversa foi bem agradável no Rés-Vés em Campo de Ourique!

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Trabalho, Trabalho...


Após um dia de trabalho, o tempo não chegou para acabar o que tinha de ser feito e entregue no dia seguinte. Como tal, fomos ficando, entre conversa parva e árduo trabalho, as coisas foram acontecendo e entre elas, a fome... Descemos para jantar rápido porque tínhamos de voltar. Esta pausa foi aproveitada não para continuar na conversa, mas sim para fazer o que não podemos fazer no trabalho. No caso do meu colega, jogar HeartStone e no meu, fazer perspectivas todas distorcidas. Comemos um prego na frigideira no Irish and Co... Bem bom! Agora volta para o trabalho...

"Lisboa entre séculos", Júpiter Hotel, Av. da República 46


Há algum tempo que tinha feito este desenho mas ainda não o tinha publicado (Out. 2015)

SOB O OLHAR DUMA URBAN SKETCHER_O JARDIM DA PARADA _V

Desenhar Campo de Ourique

Iniciou-se ontem um percurso no Bairro do Campo de Ourique, uma iniciativa também do campOvivo (movimento de cidadãos daquele Bairro). O objetivo é conhecer aquela zona de Lisboa, observando e registando imagens no Diário Gráfico que irão servir para descrever o que vamos descobrindo.

Assim, o episódio seguinte relata de modo gráfico o que vi no Jardim da Parada: inicialmente, um coreto, onde foi o encontro. O grupo que assistiu ao evento era constituído por pessoas amáveis que apesar do tempo frio e instável, tinham vontade em desenhar e iniciar a atividade proposta por Rosário Félix.
Uma umagem que conta uma história...,
De seguida, para abrigarmos da intempérie, entramos num café, um espaço acolhedor onde nos deixaram desenhar à vontade (2ª. Imagem)).

Finalmente partilhamos um chá de simpatia e escutamos as indicações da orientadora que falou sobre assuntos relativos ao registo no Diário Gráfico assim como deu-nos a conhecer os materiais a aplicar, emprestando-nos as peças dos utensílios que ela própria usualmente utiliza. 

Aproveito para agradecer a atenção. as indicações e os conhecimentos que nos foram transmitidos pela monitora. É sempre algo "um pouco mais" que ainda assimilamos. Acresce que desta vez, não só foi pelo desenho mas especialmente pelo contacto com o aprazível local e a respetiva comunidade.

Resumindo, estas imagens bem como as anteriores desta série, traduzem uma história simples mas interessante.  A presente fase (V), embora breve, julgo ter sido notória pela forma como se desenrolou desde o início até o fim naquela manhã fria e ventosa mas mesmo assim, os intervenientes não deixaram de estar empenhados.

A casota dos patinhos

Hoje de manhã andei pelo Parque Infante D. Pedro, em Aveiro, à procura de pauzinhos e galhos, mas houve uma altura em que o sol mandou-me sentar e estar quietinha a observar :)


...27 de Fevereiro ,de manhã,no espaço Vieira da Silva ...



...correspondendo aos desafios da Patrícia Torres fomos desenhando super rápido...(10 min)...

...e até o mestre Vicente ,não escapou...

Os pombos e os patos do Jardim da Parada


Workshop de Patrizia Torres no Atelier Vieira da Silva





Dois desenhos feitos ontem no workshop de Patrizia Torres no Atelier Vieira da Silva. Mesmo com um tempo péssimo foi um grande workshop.

O primeiro desenho foi feito enquanto ela se apresentava e contava como se tornou uma Urban Sketcher. Patrizia é uma hospedeira de bordo e uma belíssima comunicadora.

O segundo foi o último trabalho - desenharmos uma pessoa que não conhecessemos bem; o desenho teria que incluir mãos e um texto.

Não sei o que se passa mas hoje não consegui aceder à funcionalidade que nos permite aumentar a imagem.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

100 PÁGINAS que crescem comigo| págs. 42 e 43|

De volta à sala 16s com o caderno da série: 100 PÁGINAS que crescem comigo. Os momentos de avaliação prestam-se a pousar... 
(Pilot G-tec-C4, marcadores Posca, windsor & Newton e Amsterdam)                                                                                            | «in situ» |

serra da estrela I


Serra da Estrela I

Programa de viagem, a 3:

Tu Skyas
Ele Skua
Eu Sketcho


Programa cumprido


Itinerário e Residencial Panorama



Ao chegar à Covilhã deparamo-nos com o edifício da Câmara Municipal, revelador da presença do Estado Novo e do poder económico que por aqui passou, associado à indústria do lanifício. À sua frente, para além da polémica rotunda, encontramos o anfitrião Pêro da Covilhã, que com as suas expedições a África e o sucesso ao dobrar o Cabo das Tormentas, terá contribuído para a conhecida viagem de Vasco da Gama - travessia do Oceano Índico
Hoje, quando olhamos para o edifício associamo-lo ao currículo de José Sócrates - foi aqui que, "alegadamente", o exmo sr ex primeiro ministro terá iniciado a sua profícua carreira profissional. Tendo em conta a simetria da praça e do próprio edifício, cheira-me que um dia teremos outra estátua ao lado de Pêro da Covilhã, só para equilibrar a coisa, fazendo "justa homenagem" ao ex-primeiro".   
Depois de recuperadas as energias, subimos à Serra. Um para-arranca infernal, parecendo que tinham aberto as portas do paraíso - neve e sol - um dia magnífico para contemplar este belo monumento natural. Ao chegar ao ponto mais alto de Portugal Continental, valeu o esforço, um sol lindo, quase tão brilhante quanto o sorriso do Tomás. "pai, pensava que era mais fofinha, mas é fixe...."
 Para contrariar o frio, cumpri a minha parte do programa - sketching, começando pelos elementos mais pitorescos, filhos do Estado Novo.



sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Rua da Misericórdia


Ritz

O Ritz em peças soltas

Manete das mudanças... só porque sim...


Desenhar Campo de Ourique

Com o campOvivo (movimento de cidadãos de Campo de Ourique) vamos iniciar os percursos que têm como objectivo conhecer melhor o bairro e contar a sua história através da observação e registo em Diário Gráfico. O primeiro encontro é amanhã às 10h, no Jardim da Parada, junto ao coreto.

apelo

elas ali a convidar-me e eu que não, 
que nem gosto muito desse tipo de fruta...é mais o marido que as consome
e elas insistindo 
até que percebi e tratei de desenhá-las
e elas a posarem todas vaidoseiras parece que gostaram

mas, a repeti-las de memória, atraiçoei-as
 


Olvais Velhos

Os Olivais eram uma zona de quintas e solares, e ainda sobram imensos. Um pequeno pedaço perto da Gare do Oriente são os Olivais Velhos onde já fiz estes desenhos dó a traço. Ontem fui lá à hora de almoço para os pintar.

O Coreto


Uma fonte, creio que sem uso.

Nini, Andreia e Haagen Dasz

Enquanto aliviavam o picante do jantar com o gelado eu deixei a minha caneta voar um pouco como lhe deu na gana.


Viúvos e afins

Desenhar o que de algum modo me impressiona.
Velhotes sózinhos, em centros Comerciais, a ler jornais que  encontram esquecidos pelas mesas, para fazer tempo até à hora do almoço, seja lá o que isso for. Impressionam-me acima de tudo os viúvos, cujas nódoas nas calças e botões caídos dos casacos denunciam o seu estado civil.


Mas também me impressiona um certo tipo de velhas - não as gaiteiras, que essas têm vida e parecem felizes. São aquelas muito velhas, que renegam a idade e renunciam as rugas e que  se vestem como muito novas. Usam saltos muito altos e esborratam a boca com baton. Cheiram a mofo ou a naftalina. São baças, tristes e frequentemente magrinhas. Vistas de trás parecem patéticas Barbies.
Como esta senhora,  com um casaco feito de uma espécie de penas de avestruz .


Ritz

Estava vento e frio e não tive persistência para um desenho demorado no terraço.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

skyline de Vila Viçosa


Maneta como estou, não deu para mais. Acho muito giro esta parte de Vila Viçosa. Pode não ser considerado o tipico skyline, mas não resisti a colocar um pouco de cor e tentar limitar as linhas ao perfil. Enfim line ou não acho giro e partilho convosco.