Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Última sessão na Casa-Atelier

É uma honra e uma responsabilidade fazer a última oficina (na verdade não é a última porque continua para o ano) do “Um ano a desenhar para o futuro” depois de tantos e tão bons formadores.

O que fazer então? Vamos voltar ao que, acho eu, é o essencial do desenho de observação: como dar a ilusão de profundidade? No próximo sábado, dia 10, pelas 10h30 na Casa-Atelier Vieira da Silva em Lisboa.


7 comentários:

Fernanda Lamelas disse...

Parabéns Eduardo pela organização de um programa tão aliciante. Infelizmente sábado não vou poder ir, mas para o ano lá estarei!

Jrosa disse...

Maravilha de iniciativa - tenho que arranjar uns sábados livres!

Rodrigo Briote disse...

Parece que o São Pedro vai ajudar

Alexª disse...

Gosto, na página, desta opção de apagamentodos elementos naturais face aos construídos pelo homem. Essa transparência torna o desenho leve não anulando os planos, muito bonita a página.

Alexandra Baptista disse...

Muito bonito, gosto da transparência dos elementos naturais, acentuam a diferenciação de planos, tornam o desenho mais leve e clarifica a intencionalidade da página.

teresa ruivo disse...

"the last but not the least" :)
Tem sido um belo programa. Parabéns e obrigada!

Alexandra Baptista disse...

É isso mesmo Teresa, acaba em grande!!