Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Ser turista em Lisboa

A nossa Lisboa iluminada por um sol que se fez mais forte do que o vento, o Tejo sempre ali presente, cadernos, sketchers, conversas postas em dia, alguns turistas e boa disposição...o que mais se pode querer para a manhã de um sábado de Dezembro?


12 comentários:

Alexandra Baptista disse...

é um grande exercício esse de nos obrigarmos a olhar com distanciamento para aquilo que está «perto» de nós...

Fernanda Lamelas disse...

Que bem apanhado o ambiente!

Jrosa disse...

Magníficos movimentos e muita luz!

Membro USkP disse...

Muito bem captada a atmosfera desta manhã maravihosa e a agitação da nossa Lisboa turística.
Belos sketches!

Fefa

Membro USkP disse...

Gosto muito do movimento das pessoas. Transporta-nos para o local.

Leonor Janeiro

Eduardo Salavisa disse...

Estás cada vez melhor a captar os espaços com as pessoas. Excelente.

José Louro disse...

Excelente resolução. Que inveja!!!

hfm disse...

O que dizer destes desenhos? A força, a pincelada rápida, a expressividade... que belas histórias se fariam a partir deles.

Rodrigo Briote disse...

Funcionam bem estas letras com os desenhos

Maria Celeste disse...

...fantástico Fernanda...
...e como gosto do amarelo...

Miú disse...

Tão diferentes estes dois desenhos e no entanto vê-se logo que são ambos teus, Teresa. ADORO!

teresa ruivo disse...

Ena!Tanta coisa! Que bom! Obrigada a todos!