Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Roque Gameiro no Martim Moniz

 Eu e o Pedro Loureiro andámos pelo Martim Moniz, à procura do edifício do INATEL. Este pórtico manuelino é uma relíquia que resistiu ao terramoto, testemunha dos tempos em que estas mesmas paredes albergavam o Colégio dos Meninos Órfãos. Mas o melhor está por ver: são os azulejos azuis e brancos que cobrem as paredes lá dentro.

4 comentários:

Miú disse...

Ena, ficou fantástico! Parabéns, Tomás.

teresa ruivo disse...

Muito bonito Tomás!

Maria Celeste disse...

...muito giro...

nelson paciencia disse...

Fraquinho, fraquinho, fraquinho...
:)