Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Ribeira das Naus, Lisboa, entre turistas... muitos...







7 comentários:

Jrosa disse...

Lindos! E gosto imenso do diário triangular.

Fernanda Lamelas disse...

Difícil de dominar esse formato que tu dominas tão bem!

Fernando Veríssimo disse...

GOSTEI!

teresa ruivo disse...

Aquele azul...ui ui

hfm disse...

Gosto. Muito.

Maria Celeste disse...

...como gosto destes lindos caderninhos...

Rita Caré disse...


Obrigada pelos comentários.
Sinceramente o desenho que mais gosto é o último, porque não estava tão influenciado pelo formato, que sim é mesmo difícil. Aquele casal ali do lado esquerdo era muito alto e ela muito cómica!
Fiz 4 desenhos ao todo, o primeiro só não o rasguei, porque isso não se faz, não é? ;-) Aproveitei para fazer experiências e "badalhuquices" aguareláveis nele!
Tive mesmo dificuldade para atinar com o horizonte...